Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Sem chuva, Cantareira pode baixar nos próximos dias

09/04/2015 às 15:05
por Josélia Pegorim

ong>Chuva diminuindo A frequência e o volume de chuva sobre o sistema Cantareira diminuiu muito desde o início da segunda quinzena de março. O gráfico mostra a chuva diária sobre o Cantareira desde meados de fevereiro até o dia 8 de abril. A frequência da chuva diminuiu muito a partir de 24 de março. Até o dia 13 de março ocorreram vários eventos de chuva diária acima de 25 mm. A partir daí, a chuva mais volumosa ficou em torno dos 16 mm. Previsão de pouca chuva O sistema Cantareira está sem queda no nível de armazenamento desde o dia 2 de fevereiro. Desde então, o nível de água ficou estável ou aumentou. Mas sem a chuva frequente, o nível de armazenamento poderá baixar, o que não ocorre há 67 dias. A previsão para os próximos dias é de pouca chuva. O tempo seco deve predominar até o dia 13. Pancadas de chuva podem ocorrer entre os dias 14 e 23 de abril com a passagem de duas frentes frias.   Os principais mananciais que abastecem a Grande São Paulo, o Cantareira, o Alto Tietê e o sistema Guarapiranga ficaram estáveis nas últimas 24 horas. Segundo a Cetesb, não houve registro de chuva sobre estes reservatórios. Também não choveu sobre o Alto Cotia e nem sobre o sistema Rio Grande. Apenas o sistema Rio Claro teve chuviscos que acumularam 0,2 mm. Em nove dias choveu 11,2 mm sobre o Cantareira. A média de chuva normal pra abril é de aproximadamente 90 mm.   Dívida hídrica Com o nível atual de 19,7%, o volume de água armazenado no sistema Cantareira continua abaixo do limite mínimo do volume útil. Este total repõe a cota de 10,7% de água da reserva técnica disponibilizada em 24 de outubro de 2014 e parte da cota de 18,5% que foi acrescida em meados de maio de 2015.   "> Cantareira abaixo dos 10% no fim do período seco