Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Semana úmida e fria na Grande SP

24/05/2010 às 11:11
por Josélia Pegorim

Por
conta de uma forte névoa que manteve o céu nublado até por volta das 9h30, o sol demorou a aparecer nesta segunda-feira na Grande São Paulo. E não vai dar para contar muito com sol no decorrer da semana. Uma nova frente fria está vindo do Sul do Brasil e nesta terça-feira muda o tempo em todas as regiões paulistas. Até a noite de quarta-feira, a passagem deste sistema provoca pancadas de chuva em todo o Estado de São Paulo. No interior, a chuva para e o sol volta a predominar a partir de quinta-feira. Mas na região da Grande São Paulo, pelo litoral, e também em áreas como os vales do Ribeira e do Paraíba, o tempo úmido e frio será sentido até o fim da semana. Esta nova frente fria que avança sobre São Paulo vem associada a uma grande e forte massa de ar polar. Esta onda de frio já começou a influenciar a Argentina e será a quarta massa fria realmente forte a influenciar o centro-sul do Brasil neste outono. Desta vez, a parte mais intensa da massa polar vai se deslocar para o mar, atingindo o litoral do Uruguai e da Argentina até a manhã de quinta-feira. Porém, este tipo de deslocamento faz com que os ventos gerados pela massa polar cheguem a São Paulo com muita umidade, o que vai manter a Grande São Paulo com muitas nuvens e condições de chuva até a sexta-feira. A temperatura não vai baixar para valores em torno dos 10ºC como aconteceu na semana passada, mas a combinação de chuva, céu nublado e falta de sol por vários dias seguidos talvez incomode mais a população do que o frio de 10ºC, mas com sol. Até a sexta-feira, a Grande São Paulo não deve sofrer com temporais, como são comuns no verão. Mas em vários momentos, a chuva poderá ser moderada complicando ainda mais o trânsito e o deslocamento das pessoas. Resfriados e gripes já são comuns nesta época, mas  tempo úmido e frio traz outros incômodos no dia a dia, como a dificuldade para secar as roupas. Na construção civil, a alta umidade do ar esperada para os próximos dias poderá impedir os trabalhos de pintura, ou pelo menos atrasar e prejudicar a secagem eficiente.