Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

SP fecha fevereiro na seca

24/02/2014 às 20:17
por Josélia Pegorim

ong>SP fecha fevereiro na seca O mês de fevereiro vai terminar devendo muita chuva a São Paulo. Os volumes acumulados em 23 dias estão muito abaixo da média normal para a maioria das regiões do Estado. A falta de chuva no verão 2014 está trazendo consequências muito negativas para a economia paulista. As perdas são estimadas na produção de cana-açúcar, principal cultivo do estado, soja, café, amendoim, milho, na citricultura, produção de leite e de hortaliças. Na cafeicultura, o IEA – Instituto de Economia Agrícola do Estado de São Paulo – estima perdas da ordem de 10% a 20%. Falta de chuva e o calor excessivo impediram que os canaviais atingissem um desenvolvimento adequado. A queda na produção da cana-de-açúcar reflete na produção de etanol. Outro problema é que a falta de chuva está reduzindo a navegabilidade na hidrovia Tietê-Paraná. O nível do rio Tietê está baixo entre as usinas de Três Irmãos (Andradina) e Nova Avanhandava (Buritama). Segundo diretor do departamento hidroviário do Estado, Casemiro Tércio Carvalho, a menor profundidade do rio reduziu em um terço a capacidade de transporte dos comboios de carga, de 6.000 para 4.000 toneladas. A hidrovia Tietê-Paraná é responsável por grande parte do escoamento da produção de soja e milho da Região Centro-Oeste em direção ao porto de Santos, no litoral de São Paulo. A última semana de fevereiro começou com tempo mais instável em São Paulo. Fortes pancadas de chuva e foram observadas nesta segunda-feira com queda de granizo. As pancadas de chuva serão frequentes até o fim da semana, mas a deficiência de chuva é muito grande. A chuva poderá ser forte em muitas áreas do Estado, mas não vai reverter a o quadro de seca.