Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

SP: Seca está muito longe de acabar

25/09/2014 às 15:16
por César Soares

As fotos cedidas por Rita Rotigliano mostram a condição atual da represa do rio Jaguari, no interior do Estado de São Paulo.  

A irregularidade da chuva no Estado de São Paulo dura desde o verão 2013/2014, estação do ano que, do ponto de vista das médias climáticas, tem os meses mais chuvosos. A presença de bloqueios atmosféricos sucessivos impediu a passagem de sistemas que causassem chuva, ou seja, o verão foi muito seco no Sudeste. O outono também não teve grandes volumes de chuva acumulados para a reverter a situação do verão seco e logo após passamos pelo inverno que é uma estação climatologicamente mais seca.

Chuva para São Paulo, mas nem tanto

A primavera já traz mais chuva para o Sudeste, no entanto esta chuva não vai resolver os problemas de estiagem e dos níveis de água dos reservatórios. Este ano não há expectativa de bloqueios atmosféricos intensos sobre a América do Sul na primavera e no verão. Os modelos de previsão indicam um maior número de frentes frias passando pelo Sudeste, com relação ao observado no ano passado, que vão trazer chuvas mais regulares. Porém o total de chuva esperado na primavera e no verão ainda não devem ser suficientes para reverter a deficiência hídrica.

No mapa de chuva acumulada nos próximos 15 dias, os volumes de chuva devem alcançar os 150mm na área de captação do Sistema Cantareira.

Os volumes de chuva ao longo da primavera e do verão tendem a ser dentro da média, o que não soluciona os problemas de seca nos rios e reservatórios de água.

Confira a previsão da primavera para o Sudeste.

SP: vida sem água