Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Sudeste terá mais chuva nos próximos dias

12/01/2011 às 14:48
por Josélia Pegorim

Entr
a verão, sai verão e todos os anos a chuva vem forte e volumosa, em vários dias, em algum período da estação. O verão é poeticamente conhecido como a “estação das águas” porque é a época mais chuvosa do ano, em grande parte do Brasil. As tragédias que estão ocorrendo em São Paulo e no Estado do Rio de Janeiro já ocorreram também em áreas de Minas Gerais e do Espírito Santo, no fim da primavera e nos primeiros dias do verão, e não serão as últimas da estação. A grande quantidade de chuva que caiu sobre a região serrana do Rio de Janeiro esta semana causou os desmoronamentos na região de Nova Friburgo. Em pouco mais de 48 horas, entre a madrugada do dia 10 de janeiro e o início da manhã do dia 12, choveu mais do que normalmente deveria chover durante todo o mês de janeiro. Conforme o Instituto Nacional de Meteorologia, neste período foram acumulados quase 281 milímetros de chuva. A média normal fica em torno de 209 milímetros. Em Teresópolis choveu 113 milímetros entre a madrugada de 10 de janeiro e 8 horas da manhã da quarta-feira, 12 de janeiro. Antes da chuvarada desta semana, a serra fluminense já havia enfrentado muitas pancadas de chuva e um evento de chuva volumosa, pouco antes do Natal. Assim, o solo já estava encharcado e não suportou mais a chuva das últimas 48 horas. A situação da região serrana do Rio de Janeiro, e também as outras áreas do Estado do Rio, de São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo, continua bastante crítica nos próximos dias. Já choveu muito e daqui para frente os deslizamentos de encostas continuam a ocorrer mesmo que a chuva pare. Porém, a expectativa é de mais chuva. O tempo ficou ainda mais instável esta semana no Sudeste com a chegada de uma frente fria. Esta frente fria apenas aumentou o risco de temporais, forçando a concentração das nuvens carregadas que se formam naturalmente por conta do ar muito úmido que predomina nesta época. Esta frente fria fica quase parada perto do Rio de Janeiro nos próximos dias. Pelo menos até o domingo que vem, as condições para chuvas constantes continuam elevadas.