Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Tempo severo em terra e no mar

27/09/2009 às 13:57
por Josélia Pegorim

ong>Perigo  em terra O centro-sul do Brasil volta a enfrentar eventos naturais severos nos próximos dias. A situação é de alerta durante toda a semana, por conta do risco de chuvas intensas, ventania, possibilidade de queda de granizo. Mas desta vez o perigo estará também no mar, pois as condições meteorológicas vão gerar grandes ondas na costa sul e sudeste do Brasil, ventania e ressacas. Esta situação de tempo severo é associada a uma intensa frente fria que avança pelo Sul do Brasil e a partir de terça-feira desloca-se rapidamente pelo Sudeste e Centro-Oeste. Além da chuva forte, as rajadas de vento podem ser violentas, com ou sem a presença das nuvens de chuva. Os estados do Sul do Brasil, São Paulo e Mato Grosso do Sul já estão sujeitos a temporais nesta segunda-feira. As rajadas de vento podem ultrapassar os 80 km/h, especialmente em áreas serranas. Ventos moderados a fortes também devem ser observados no Triângulo Mineiro, no centro-sul de Minas e no Estado do Rio de Janeiro. Na terça e quarta-feira, o risco de chuvas fortes aumenta no Sudeste e no Centro-Oeste. A chuva diminui no Sul, mas o vento persiste moderado a forte. A massa polar que vem com esta frente fria é um sistema grande e com intensidade comparável às grandes ondas de frio que avançaram pela continente sul americano em junho e julho. Este sistema também vai forçar a ocorrência de ventania no mar e em terra no decorrer desta semana, além de causar uma queda de temperatura muito acentuada. Perigo no mar Um novo ciclone extratropical se organiza e passa ao largo da costa sul do Brasil até a quarta-feira. A combinação dos ventos intensos gerados pelo ciclone e pela massa polar vai deixar o mar muito agitado na costa sul do Brasil já na terça-feira, com ondas de até 2,5 metros no Rio Grande do Sul. A partir de terça-feira, estas ondas chegam a Santa Catarina, mas o mar começa a subir entre o Paraná e o sul do Rio de Janeiro. Entre a quarta e a sexta-feira, a situação é de alerta máximo. As ondas podem superar os 3 metros nas praias entre o Rio Grande do Sul e o Rio de Janeiro, com fortes ressacas que devem gerar danos. As rajadas de vento devem superar os 80 km/h. Abaixo, a projeção da elevação da altura das ondas feitas por simulações de computadores. 29 de setembro 9h (hora de Brasília) 30 de setembro - 9h (hora de Brasília) 1 de outubro - 9h (hora de Brasília)