Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Chuva enfraquece e quarta-feira promete mais

24/02/2015 às 12:29
por César Soares

Atualizado em 24/02/2015 às 18h50

As áreas de instabilidade enfraquecem e a chuva já diminuiu por toda a capital e Grande São Paulo. Mas por volta das 18h20, os radares Climatempo-USP ainda detectavam chuva forte na região de Mairiporã na divisa de Guarulhos com a zona norte da capital, em Suzano Mogi das Cruzes e em parte de Francisco Morato. A chuva estava fraca sobre a zona leste e a maior parte da Grande São Paulo já estava sem chuva   Quarta-feira com mais pancadas de chuva As fortes pancadas de chuva devem repetir nesta quarta-feira sobre a Grande São Paulo. O calor e a disponibilidade de umidade facilitam a formação das nuvens carregadas.  Porém,  as condições atmosféricas nesta quarta-feira devem ser um pouco menos favoráveis para a formação das áreas de instabilidade. O sistema de alta pressão subtropical do Atlântico Sul terá um maior atuação sobre a Região Sudeste diminuindo o crescimento das nuvens também sobre a Grande São Paulo. As pancadas de chuva chuva devem ocorrer mais próximas do fim tarde e não no início da tarde como nesta terça-feira. O calor continua e a temperatura pode subir um pouco mais. Nesta terça-feira, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou 31,8°C na cidade de São Paulo. Confira a previsão da temperatura máxima para São Paulo.   Temporal desta terça-feira veio com granizo Nuvens muito carregadas voltaram a crescer sobre a Grande São Paulo nesta terça-feira provocando chuva muito forte e granizo. A chuva começou no início da tarde e se espalhou por uma maior quantidade de áreas na capital e da região metropolitana.   Através da interatividade pelas redes sociais e pelo site da Climatempo, foi confirmada a queda de granizo em locais das zonas leste, sul e central da cidade de São Paulo e também na região de entre Embu e Taboão da Serra. Rajadas de vento fortes O aeroporto de Congonhas registrou granizo e chuva forte às 17 horas, com rajadas de vento de 46 km/h.  Por volta das 15h35, uma outra rajada chegou aos 50 km/h. O aeroporto de Guarulhos registrou uma rajada de vento com 63 km/h às 13h30 e às 13h37.   Quanto choveu? As zonas sul e oeste da capital registravam ao maiores volumes acumulados de chuva até 18 horas. Segundo o SAISP – Sistema de Alerta e Inundações de São Paulo, até a esta hora havia chovido 43,4 mm sobre o córrego Pirajuçara, na região do Jardim Maria Sampaio, 47,8 mm no Taboão da Serra, região do córrego Joaquim Cachoeira, 40,8 mm sobre o córrego Poá, na região de Taboão da Serra, 33,6 mm no Capão Redondo, região do córrego do Morro do S e 37,2 mm sobre o córrego Pirajuçara, na região de Embu das Artes. O mapa mostra os maiores acumulados de chuva registrados pelo CGE- Centro de Gerenciamento de Emergências.  

O meteorologista da Climatempo Marcelo Pinheiro fotografou o céu de São Paulo durante o temporal.

Às 18h30, o Centro de Gerenciamento de Emergência da cidade de São Paulo (CGE) ainda estava com toda a cidade de São Paulo em "estado de atenção" para chuva e possibilidade de enchente.

Por causa da chuva forte da tarde desta terça-feira, o metrô reduziu a velocidade dos trens na linha 2 (verde), linha 3 (vermelha), linha 4 (amarela) e linha 5 (lilás).