Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Um fim de semana de sol e praia no Rio de Janeiro

19/11/2010 às 16:33
por Josélia Pegorim

ong>Na amena primavera de 2010, o carioca vai poder curtir um fim de semana com sol e calor. Mas na segunda-feira, o tempo vira de novo. A La Niña influencia o clima no verão que está chegando e o Rio de Janeiro deve ficar sem o calor de 40ºC. Tem algo estranho na primavera carioca de 2010. O sol tem aparecido forte em vários dias, acontecem pancadas de chuva, mas poucos estão reclamando do abafamento, do calor excessivo, que já é comum no Rio de Janeiro nesta época do ano. Para os padrões climáticos normais da cidade do Rio, uma tarde com temperatura de até 30ºC não costuma incomodar. O carioca diria: está agradável, fresquinho. O vocabulário do calor começa a entrar na roda quando os termômetros passam dos 33ºC, 35ºC. Esta sexta-feira foi ensolarada no Rio de Janeiro, mas a temperatura mal chegou aos 30ºC. O vento frio da direção sul soprou constante o dia todo e barrou a subida dos termômetros. Mas o carioca vai poder descontar esta amena primavera neste próximo fim de semana. Não há previsão de entrada de nenhuma onda de frio na cidade. O vento quente começa a soprar de novo sobre a cidade, acelerando os termômetros. A temperatura na tarde deste sábado poderá passar dos 33ºC em algumas áreas da cidade. O sol fica forte o dia todo e o Rio terá aquela imagem de cartão postal: o sol, o mar e o céu azul, no horizonte livre das névoas. Não há expectativa de chuva. As ondas ficam em torno de 1 metro e ondulação vira de sul para sudeste. O tempo vai convidar para a praia. No domingo, o carioca ainda poderá curtir o sol na praia, mesmo com um aumento da nebulosidade. O calor aumenta. Há uma possibilidade de chuva, mas só a partir do fim da tarde. A mudança no tempo será sentida só mesmo na segunda-feira, quando uma frente fria chega ao Rio enchendo a cidade novamente de nuvens e baixando a temperatura. Há risco de temporal. Primavera fria e expectativas para o verão Novembro de 2010 está sendo atípico. Até o dia 19, o Rio de Janeiro teve apenas um dia com temperatura acima de 35ºC e 7 dias tiveram temperatura entre 30 e 34ºC. Nos demais dias, os termômetros mal chegaram aos 29ºC. A temperatura, até agora, está quase dois graus abaixo da média. Os números de outubro são ainda mais a favor do frio. Em 31 dias, os termômetros passaram dos 35ºC apenas uma vez. A temperatura máxima ficou entre 30ºC e 34ºC em 11 dias. Nos demais, mais da metade de outubro, o carioca teve dias sempre com temperatura abaixo dos 30ºC. A comparação com o que ocorreu em novembro de 2009 deixa esta primavera ainda mais amena no Rio de Janeiro. Dos 30 dias do mês, apenas um teve temperatura abaixo de 30ºC, o primeiro. Em 12 dias, a temperatura na cidade ficou entre 30º e 34ºC. Nos outros 17 dias, os termômetros superaram a marca dos 35ºC e em 3 dias chegaram aos 40ºC. Novembro de 2009 foi um mês extremamente quente e que fez o carioca reclamar do calor. A temperatura máxima média no Rio ficou quatro graus acima do normal e as madrugadas foram quase três graus acima da média. O calor (e a chuva) da primavera/verão de 2009 no Rio de Janeiro foi um dos efeitos do El Niño, anomalia climática caracterizada pelo aquecimento acima do normal nas águas do Oceano Pacífico na costa do Peru. O frio da primavera de 2010 é efeito da La Niña, o fenômeno oposto ao El Niño. O Rio de Janeiro é um dos ícones internacionais associados ao sol e ao calor. A falta de dias de calor em meses tradicionalmente quentes, como já é novembro e todo o verão, tem um impacto negativo em muitos setores da economia da cidade. Com menos calor, as praias ficam com menos gente, vende-se menos. O consumo de bebidas, da cerveja à pura água, passando pelo mate geladinho na praia também cai. O comércio do vestuário de verão e todo o turismo associado ao calor do Rio de Janeiro também sofre perdas quando os termômetros ficam em baixa. Com toda a beleza natural que Deus lhe deu, um fim de semana num Rio de Janeiro nublado, com vento gelado e bruma encobrindo o Cristo Redentor desanima qualquer turista. Verão ameno O fenômeno La Niña vai continuar influenciando o Brasil durante o verão de 2011. O Rio de Janeiro também sentirá os efeitos desta anomalia. Para ninguém ficar frustrado demais, recomenda-se não apostar no calorão, muito menos nos dias seguidos de 40ºC como aconteceu no verão passado. Em janeiro de 2010, os cariocas sentiram o calor de 40ºC em 3 dias. Fevereiro deste ano ficou conhecido como “fervereiro”, por conta do calor extremo que fez no Rio. A temperatura passou dos 40ºC em 6 dias e em um deles bateu em quase 42ºC. O carioca passou fevereiro de 2010 rezando pela chegada dos ventos frios polares para aliviar o calorão. O verão 2010/2011 será ameno. A nova estação começa oficialmente no dia 21 de dezembro, às 21h38, pelo horário de Brasília. Em dezembro, o Rio de Janeiro alguns dias bem quentes, mas na maior parte do mês os termômetros vão ficar entre 30ºC e 34ºC, considerado ameno para a cidade. O calor intenso acontece esporadicamente e não se prolonga por muitos dias seguidos . Para janeiro, a expectativa é de mais chuva do que o normal, com frentes frias e a Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) atuando sobre o Rio de Janeiro. Quase todos os dias serão abafados, mas sem calor extremo. Em fevereiro o número de dias quentes aumenta.