Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Uma grande frente fria, de inverno.....

21/07/2009 às 07:10
por Josélia Pegorim

A re
gião de Buenos Aires, capital da Argentina, amanheceu esta terça-feira debaixo de nuvens pesadas,  com chuva, raios e trovoadas fortes. Montevideu, capital do Uruguai, também amanheceu debaixo de chuva. Em algumas localidades da província de Buenos Aires, a pressão atmosférica estava abaixo dos 1000 hP. Por volta das 6 horas, a pressão na região de Bahia Blanca e de Junín, estava em torno dos 995 hPa. Em Assunção,capital do Paraguai, o vento de nordeste soprava com rajadas perto de 40 km/h. Este é o início do início das condições de tempo severo que o centro,norte e leste da Argentina, o Uruguai e também parte do Sul do Brasil começam a enfrentar a partir desta terça-feira. imagem A forte queda da pressão atmosférica na região de Buenos Aires está associada ao ciclone extratropical que se desenvolve com a frente fria, que já provoca toda a nebulosidade que se observa sobre o centro-norte e leste da Argentina e no Uruguai. A maior parte da nebulosidade que aparece na imagem acima sobre o Sul do Brasil ainda era do tipo alta e média, não associada a chuva. Mas muita coisa vai mudar no decorrer desta terça-feira. Todo o Rio Grande do Sul, áreas a oeste e sul de Santa Catarina e o oeste do Paraná já terão pancadas de chuva no decorrer do dia, principalmente a partir da tarde, por conta desta frente fria. Com ou sem a presença de nuvens carregadas, os ventos podem ser fortes. Não os ventos gelados de sul, mas ventos de nordeste, de noroeste, que ocorrem antes da passagem da frente fria. Condições particulares de relevo vão ajudar a aumentar a velocidade dos ventos e as rajadas podem chegar aos 45 nós, algo em torno de 83 km/h. O Ás 8 horas, rajadas de vento de 52 km/h já ocorriam em Santo Ângelo, no oeste do Rio Grande do Sul. Em Uruguaiana, no sudoeste gaúcho, na fronteira com a Argentina, a pressão atmosférica caiu muito nas últimas 24 horas. Às 8 horas da manhã de hoje, a pressão estava em 994 hPa e ontem, na mesma hora, era de 1007 hPa. Uruguaiana está mais próxima do intenso centro de baixa pressão que se desenvolve no leste da Argentina e no Uruguai. A forte queda da pressão acelera o vento. As rajadas estão constantes em Uruguaiana e aumentando de intensidade. Até as 8 horas, a maior chegou a 46 km/h. Em Bagé, uma rajada de vento chegou a 54 km/h, às 7 horas. Os dados de pressão e velocidade do vento foram medidos pelas estações meteorológicas automáticas do Instituto Nacional de Meteorologia. É apenas o início de uma semana muito complicada para os meteorologistas. Amanhã, a chuva e os ventos aumentam no Sul do Brasil. A partir de quinta-feira, São Paulo e o Mato Grosso do Sul começam a sentir os efeitos da nova frente fria. Com o ciclone, a forte massa polar associada a esta frente fria, vem muito frio, geadas fortes, ventos gelados fortes, um possível friagem no Acre e em Rondônia, a possibilidade de neve. Ao longo da semana, muita coisa vai acontecer com o tempo no centro-sul do Brasil. Antes da frente fria chegar, um pouco de sol para paulistanos e cariocas, que nos últimos dois dias só viram nuvens cinzas e frio. Aproveitem, porque a nova frente fria vira o tempo de novo no fim da semana.