Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Vento passa de 130 km/h no oeste de Santa Catarina

21/10/2012 às 19:37
por Josélia Pegorim

ong>Ventania ainda pode ocorrer no Sul nesta segunda-feira O domingo foi marcado por tempo instável em grande parte do Sul do Brasil. Grandes áreas de nuvens carregadas se espalharam sobre a Região e provocaram pancadas de chuva com intensas rajadas de vento. No oeste de Santa Catarina, houve ventania em Novo Horizonte, com rajadas que superaram os 100 km/h. A estação meteorológica do Instituto Nacional de Meteorologia existente na cidade registrou a ventania entre 10 horas da manhã e 1 hora da tarde. Às 9 horas, o vento alcançou 89 km/h, às 10 horas, 109 km/h e às 11 horas, uma outra rajada chegou aos 136 km/h. Ventos desta ordem têm potencial para causar grandes destelhamentos e também arrancar árvores de médio porte. Pela escala Beaufort, ventos de 103 a 117 km/h são associados à tempestades violentas. Outras localidades do Sul do Brasil também registraram ventos muito intensos, mas com velocidades abaixo dos 100 km/h. Pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia, uma rajada chegou aos 76 km/h em Xanxerê, também no oeste de Santa Catarina, às 4 horas da tarde deste domingo. A região de São Miguel do oeste, ainda no oeste catarinense, teve rajada de 70 a 73 km/h, entre 12 e 14 horas. NO Paraná, o vento chegou aos 71 km/h em Marechal Cândido Rondon, no oeste do Estado. A ocorrência de ventania no Sul do Brasil neste domingo já vinha sendo esperada. A população dos três estados deve redobrar a atenção ainda nesta segunda-feira, seguindo as orientações da Defesa Civil, pois as condições meteorológicas permanecem propícias a mais ventania e chuva forte nesta segunda-feira. Além disso, há risco de queda de granizo. Grandes áreas de instabilidade crescem entre o Brasil, o Paraguai e a Argentina, gerando nuvens muito carregadas com potencial mais tempestades. A intensificação e expansão destas áreas de instabilidade ocorrem devido a uma tendência de forte queda da pressão atmosférica nesta parte da América do Sul. A área de baixa pressão deve ficar cada vez mais intensa no decorrer desta segunda-feira desenvolvendo uma frente fria com um ciclone extratropical.