Vento pode levar fumaça de Cubatão para Santos

05/01/2017 às 19:06
por Josélia Pegorim

Atualizado 05/01/2017 às 22:13

Oferecimento
Litoral de SP em pré-frontal nesta sexta

Parte da grande pluma de fumaça tóxica que está saindo do polo petroquímico de Cubatão, por causa da explosão seguida de incêndio que ocorreu no começo da tarde da quinta-feira, 5 de janeiro, pode ser levada pelos ventos diretamente para São VicenteSantos por causa da direção e intensidade dos ventos esperados para a esta sexta-feira.

O litoral de São Paulo está na situação pré-frontal, que ocorre antes da chegada de uma frente fria. Esta frente fria está avançando pelo mar, pelo litoral da Região Sul do Brasil, e no decorrer desta sexta-feira chega ao litoral de São Paulo.

Na situação pré-frontal, o vento das direções norte e noroeste tende a soprar mais constantes e com maior velocidade.

vento de norte já soprava da o começo da noite desta quinta-feira, pela medição da base aérea do Guarujá, mas a velocidade era baixa, não passando dos 10 km/h até às 20h. Porém, a previsão é de que os ventos norte e noroeste se intensifiquem já na manhã desta sexta-feira. Além da velocidade constante maior, também devem ocorrer rajadas moderadas a fortes, que podem até superar 50 km/h.

 

 

Com a persistência dos ventos de norte e noroeste levaria a fumaça tóxica para Santos, São Vicente e até na direção do Guarujá. Estamos numa época de férias e milhares de turistas estão nestas praias paulistas.

No fim da tarde, a previsão é que a direção do vento mude para oeste, o que levaria a fumaça para parte da Serra do Mar, em direção à ilha dos Bagres.

 

Acompanhe a previsão da direção e da velocidade do vento em Cubatão

 

Fumaça tóxica

A fumaça do incêndio no polo petroquímico é tóxica. Segundo informações da Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), a fumaça contém nitrato de amônio, base para a produção de fertilizantes, que é explosivo. Se inalado, o nitrato de amônia pode causar irritação nos olhos, garganta e no trato respiratório.

 

 

 

Chuva forte e raios

Outra preocupação é com o maior risco de chuva e de raios nesta sexta-feira, com a chegada da frente fria. Não se pode descartar a chance de chuva já pela manhã na Baixada Santista. Há risco de ocorrer pancadas de chuva fortes e com raios, colocando a área do incêndio também em risco se ser atingida por raios.

 

Veja como vai ficar o tempo no litoral de São Paulo nos próximos dias

 

Áreas de chuva forte passaram ao norte/nordeste da região do incêndio no começo da noite da quinta-feira, mas foram para o mar.

Uma área chuva moderada a forte cresceu no começo da noite na região próxima de Itanhaém e pode avançou devagar para Cubatão. Ventos e a chuva podem espalhar mais a fumaça tóxica. Às 17 horas, segundo a base aérea do Guarujá, o vento era de sudeste (do mar para terra), fraco, com 6 km/h.

 

 

 

Onde ocorre o incêndio em Cubatão?

Um grande incêndio ocorreu no começo da tarde desta quinta-feira, 5 de janeiro, no polo petroquímico de Cubatão, na Baixada Santista, no litoral do estado de São Paulo. O incêndio teve início na Unidade 2 da Vale Fertilizantes, na Vila Parisi. Segundo a gerência da Agência Ambiental de Cubatão, a população no entorno da área industrial foi evacuada

O incêndio liberou uma grande pluma de fumaça que contém  nitrato de amônio, matéria-prima para a produção de fertilizantes. Este produto químico é explosivo e quando inalado pode causar irritação nos olhos, garganta e no trato respiratório.

 

CIDADES RELACIONADAS

Santos - SP

12°
min

32°
max

0mm / 0%

São Paulo - SP

13°
min

29°
max

0mm / 0%

FASES DA LUA

  • Crescente
    19/07
  • Cheia
    27/07
  • Minguante
    06/07
  • Nova
    12/07

ESTAÇÕES DO ANO

  • Inverno
    21/06
  • Primavera
    22/09
  • Verão
    21/12
  • Outono
    20/03