Risco temporal diminui em SP

07/03/2017 às 23:25
por Josélia Pegorim

Oferecimento
Capital acumula quase 50% da chuva de março em 7 dias

Uma massa de ar seco (alta pressão) ganhou força entre o Brasil e o Paraguai e nos próximos dias vai influenciar São Paulo. A alta pressão vai reduzir a umidade no ar e a frequência das pancadas de chuva.

Até pelo menos o sábado, o estado de São Paulo sente a influência desta alta pressão. As pancadas de chuva ainda poderão ocorrer, mas em quantidade e áreas cada vez menores já partir desta quarta-feira. Várias regiões do estado podem não ter chuva até o sábado que vem.

 

RelClima: previsão climática para ajudar você a planejar seu negócio

 

Para esta quarta-feira, a previsão é de sol forte por várias horas, desde cedo, em praticamente todo o estado de São Paulo. Pode ocorrer névoa no começo da manhã em áreas do sul e do leste do estado, inclusive na capital.

A temperatura sobe e a tarde quente. No decorrer da tarde e da noite, há condições de chuva no estado. A chuva acontece na forma de pancadas, que não devem ser generalizadas e nem duram muito tempo, mas podem vir acompanhadas de raios.

A presença de uma fraca massa de ar de origem polar na costa paulista e a menor quantidade de nebulosidade na madrugada vão refrescar as noites paulistas até o fim da semana.

 

Confira o balanço dos temporais de 07/03/17

 

 

 

Capital acumula quase 50% da chuva de março em 7 dias

A chuva de março voltou com força sobre a cidade de São Paulo e tem caído volumosa na zona norte, onde está o Mirante de Santana, local onde o Instituto Nacional de Meteorologia mantém uma estação meteorológica desde 1943.

Na medição convencional choveu 80,6 mm em 7 dias, que corresponde a 45% da média de chuva para março que é aproximadamente 179 mm.

Pela medição automática que também é feita neste local já choveu cerca 110 mm.

 

Você Sabe como funciona uma estação meteorológica?

CIDADES RELACIONADAS

São Paulo - SP

20°
min

26°
max

40mm / 90%