Piauí tem temporais

10/03/2017 às 15:59
por Angela Ruiz

Atualizado 10/03/2017 às 23:15

Oferecimento
Fortaleza acumula 70% da média do mês

A chuva tem sido frequente em várias cidades da costa norte do Nordeste do Brasil.  A atuação forte da ZCIT – Zona de Convergência Intertropical é que colabora para a formação de áreas de instabilidade na região.

 

Chuva muito forte no Piauí e no Maranhão

As nuvens carregadas da ZCIT se espalham pelo norte do Nordeste provocando verdadeiras tempestades.

A chuva caiu com muita força na noite da sexta-feira, 10, sobre o Piauí e o Maranhão. Entre 20h do dia 9 e 21h do dia 10 de março, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, choveu 94 mm em Piripiri (PI) e 90,2 mm em Esperantina (PI).

 

 

 

No Maranhão, o CEMADEN – Centro Nacional de Monitoramento e Desastres Naturais - registrou 98,0, mm em Buriticupu, 70,6 mm em Magalhães de Almeida, 61,6 mm em Monção, e 52,6 mm em Pio XII, entre 17h e 23h do dia 10 de março.

Há previsão de mais chuva o fim de semana.

 

 

 

Nas últimas 24 horas, várias cidades do Ceará registraram um volume alto de chuva. Das 13 horas de quinta-feira (09) até às 13 horas desta sexta-feira (10), choveu 30,4 milímetros em Jaguaribe e 12,4 milímetros em Iguatu. No mesmo período, foram acumulados 27 milímetros, em Fortaleza. Para se ter uma ideia, do dia 01 de março até hoje (10), a capital cearense já acumulou 236 milímetros de chuva, o que corresponde a 70% da média para o mês que é de 339 milímetros. Os dados são do Inmet – Instituto Nacional de Meteorologia.

 

Saiba o que é SMAC: Sistema de Monitoramento e Alerta Climatempo

 

Ainda há risco de chuva forte na costa norte do Maranhão, Piauí, Ceará e também no interior do Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco. Pelo menos até sábado (11), muitas áreas de instabilidade associadas à ZCIT- Zona de Convergência Intertropical estarão favorecendo o crescimento de nuvens carregadas no litoral norte do Nordeste. A Climatempo alerta para volumes de chuva elevados. Enquanto, isso, o oeste, sul e norte da Bahia continuam sob o domínio da massa de ar seco que inibe a chuva e a temperatura fica elevada. Em Salvador, a instabilidade aumenta, mas o céu não chega a ficar completamente fechado. Há previsão de chuva a qualquer hora do dia de até moderada intensidade.

 

Neste domingo (12), a ZCIT – Zona de Convergência Intertropical se afasta e perde intensidade sobre a costa norte do Nordeste. O sol aparece mais forte e as pancadas de chuva acontecem de forma passageira entre o litoral do Ceará e de João Pessoa e no litoral sul da Bahia e de Aracajú.

Em Salvador, Ilhéus, Maceió e Recife, a instabilidade que vem do mar favorece a formação de nuvens carregadas com chuva a qualquer hora do dia. No interior do Maranhão, áreas de sertão e agreste, o sol aparece forte, faz calor e as pancadas de chuva ocorrem de forma isolada á tarde. Pelo interior baiano, oeste de Pernambuco e no centro-sul do Piauí, o predomínio é da massa de ar quente e seco.  

 

Tremor de terra x chuva 

A cidade de Santana do Acaraú, localizada ao norte do estado do Ceará registrou abalos sísmicos. Na madrugada desta última quinta-feira (09), outro tremor de terra foi sentido pelos moradores. Parte de uma casa desabou e uma idosa ficou ferida, segundo a Defesa Civil. É o terceiro registro de tremores na cidade desde o último domingo (05).

 

A chuva que cai sobre o todo o Ceará aumenta a preocupação. A forte precipitação colabora para deixar o solo mais instável e facilita os deslizamentos. Com o solo muito encharcado e a ocorrência de tremores de terra que vem sendo registrado nos últimos dias, o risco de desabamento é maior.

 

Abastecimento de água 

A Cogerh - Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos anunciou que o açude Orós, segundo maior reservatório de água do Ceará, vai deixar de abastecer as cidades da Região Metropolitana de Fortaleza. A explicação para a decisão de suspender o abastecimento da Grande Fortaleza é que a região metropolitana da capital recebeu o maior volume de chuvas nos últimos dois meses. O açude tem atualmente 9,83% da capacidade de armazenamento e será utilizada para abastecer o Vale do Jaguaribe, uma da região que enfrenta grave crise hídrica.

 

Dos 26 açudes monitorados pela Cogerh na região, apenas quatro têm mais de 30% da capacidade, e sete estão completamente secos.


As águas do açude Banabuiú, terceiro maior reservatório do estado, também localizado na região do Jaguaribe, vão continuar realocadas para o Castanhão, responsável pelo abastecimento da Região Metropolitana de Fortaleza. O Banabuiú tem atualmente 0,58% de capacidade.

 

Com a decisão, as 19 cidades da Região Metropolitana passam a ser abastecidas pelo Banabuiú e o Castanhão, maior reservatório do estado e atualmente com 5,33% da capacidade. De acordo com a Cogerh, esta é a primeira vez que os três maiores reservatórios do Ceará estão com menos de 10% da reserva, desde a fundação do Castanhão, em 2004.

 

Notícias - informações importantes do tempo e do clima

FASES DA LUA

  • Nova
    19/10
  • Crescente
    27/10
  • Cheia
    05/10
  • Minguante
    12/10

ESTAÇÕES DO ANO

  • Primavera
    22/09
  • Verão
    21/12
  • Outono
    20/03
  • Inverno
    21/06