Sem El Niño, capitais nordestinas tiveram mais chuva

10/08/2017 às 16:01
por Angela Ruiz

Oferecimento
Maceió não tinha tanta chuva no ano desde 2011

Faltando ainda 5 meses para o fim do ano de 2017, pode-se observar que a maioria das capitais nordestinas já registraram toda a chuva anual normal, segundo das do Instituto Nacional de Meteorologia. Mas porque já choveu tanto?

 

Para explicar melhor esse índice de chuva, voltamos para 2016. O ano começou com a influência do fenômeno El Niño, que se estendeu até meados de julho. Depois, a chuva foi rareando no segundo semestre, o que é perfeitamente normal para a época do ano nas capitais do Nordeste. Vale lembrar que, o ano de 2015, também foi um ano marcado pela influência do El Niño e já havia chovido pouco. Em anos de El Niño a chuva fica concentrada sobre o Sul e o Nordeste, em geral, tem chuva abaixo da normalidade.

 

El Niño e La Niña - a história contada desde o início. Veja aqui 

 

Comparativo

Para efeito de comparação, no ano passado choveu ao longo de todo o ano em Salvador apenas 1287,5 milímetros, sendo que a média normal é de aproximadamente 2100 milímetros, segundo dados do Inmet - Instituto Nacional de Meteorologia. Neste ano de 2017, provavelmente, teremos menos chuva do que a normalidade (janeiro e fevereiro ainda foram muito secos). No entanto, já foram acumulados ate agora cerca de 86% do que choveu no ano passado todo, ou seja 1112,5 milímetros entre 01/01 e 08/08/2017.

 

De acordo com o meteorologista Alexandre Nascimento, ainda há previsão de mais chuva até o fim do ano. Mas, de agora em diante, a chuva diminui de força e também de frequência, mas poderemos ter uma primavera um pouco mais molhada do que a média, analisa o meteorologista.

 

 

Maranhão 

O Maranhão está tendo chuvas atípicas neste início de Agosto. O fluxo de umidade que chega ao estado provoca as pancadas de chuva.  Para se ter uma ideia, a média anual de chuva em São Luís é de 1836,2 milímetros e já choveu no período de 01 de janeiro até 08 de Agosto o equivalente a 2186,8 milímetros, ou seja o ano nem terminou e a chuva já superou a média anual. Em 2016, choveu durante todo o ano 1538,8 milímetros ficando abaixo da média anual, ainda segundo o Inmet.

 

Muita chuva em Natal

Ainda segundo o órgão, em Natal, a chuva  já está perto da média anual que é de 1465,4 milímetros. No período de 01 de janeiro até o dia 08 de Agosto foram registrados 1446,9 milímetros de chuva na capital do Rio Grande do Norte.  

 

Maceió não tinha tanta chuva no ano desde 2011

 

Em 2011 foram acumulados no ano 2371 milímetros e no período de 01/01 até 08/08, conforme o gráfico abaixo, foram acumulados 2181 milímetros de chuva, segundo dados do INMET.  O aumento da chuva se deu pelo fato de que neste ano começamos com uma fraca La Ninã e depois ficamos com neutralidade e sem grandes bloqueios no Atlântico. Mais do que isso, não tivemos El Niño, como entre o fim de 2014 e o primeiro semestre de 2016. Em 2011, estávamos em um segundo evento consecutivo de La Niña. Com isso, voltou a chover bem em todo o litoral nordestino, especialmente em Maceió.

 

 

Até, o fim do ano ainda deve chover um pouco mais e, possivelmente, superaremos 2011, analisa Nascimento. Vale lembrar, que a média normal é de 2168 milímetros em Maceió, ou seja, já choveu mais do que normalmente chove em todo o ano na região. E o melhor, o próximo ano não deve ser diferente.

 

Acompanhe a temperatura para os próximos dias em Maceió aqui

 

Veja também: Grande frente fria chega ao Brasil no fim de semana

Vai viajar? Veja como fica a previsão para o Dia dos Pais

 

 

FASES DA LUA

  • Nova
    19/10
  • Crescente
    27/10
  • Cheia
    05/10
  • Minguante
    12/10

ESTAÇÕES DO ANO

  • Primavera
    22/09
  • Verão
    21/12
  • Outono
    20/03
  • Inverno
    21/06