Por que SP esquentou tanto?

16/11/2017 às 14:15
por Josélia Pegorim

Oferecimento
Temperatura mínima na cidade de São Paulo subiu 7°C em 24h

Muita gente no estado de São Paulo estranhou a diferença na temperatura da manhã desta quinta-feira, 16 de novembro. A sensação geral era de calor, de abafamento, em contraste com o ar fresco que predominas noites e inícios de manhã desde o início desta semana. Na cidade de São Paulo, a temperatura mínima subiu 7,1°C em relação a ontem. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou hoje 20,2°C de mínima e 13,1°C ontem.

 

O aumento da temperatura foi percebido em todas as regiões paulistas. Pelas medições do Instituto Nacional de Meteorologia, as temperaturas mínimas nesta quinta-feira, 16, ficaram acima dos 18°C em praticamente todo o estado de São Paulo. Ontem, o leste de São Paulo teve mínimas entre 10°C e 16°C e hoje ficaram acima dos 16°C.

 

 

Comparação da temperatura em SP às 6h nos dias 15 e 16 de novembro de 2017

 

 

O mais impressionante foi o aquecimento no litoral de São Paulo, onde a manhã de hoje terminou com temperaturas de até 37,0°C! Ao meio-dia, o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) registrava 35,7°C em São Sebastião e 35,1°C em Iguape. Estas temperaturas estavam entre as 10 mais altas do país neste horário, na medição das estações automáticas do INMET. Na base aérea do Guarujá, a temperatura ao meio-dia era de aproximadamente 37°C, um aumento de 10°C em relação ao observado ontem a esta hora!

 

 

Por que esquentou tão rápido assim?

O grande aumento da temperatura sobre São Paulo nesta quinta-feira pode ser explicado por uma combinação de fatores: muito sol desde o amanhecer, a intensificação de ventos quentes e úmidos vindos do Norte do Brasil e o afastamento do ar polar que influenciou o estado no começo da semana. No caso do litoral, a presença da Serra do Mar gera o aquecimento adiabático que faz com que o ar aqueça aproximadamente 1,0°C a cada 100 metros.

 

 

Sol forte, ventos quentes e aproximação de frente fria aumentaram o calor em SP em 16/11/17

 

 

Quando o calor diminui?

O aumento da umidade e o ar mais quente geram nuvens carregadas sobre São Paulo que provocam pancadas de chuva. Os radares meteorológicos já detectavam áreas de chuva por volta das 13 horas em alguns locais do estado. As pancadas de chuva se espalham pelo estado no decorrer da tarde e noite desta quinta-feira. A chuva refresca o ar momentaneamente, mas a sensação será de abafamento e de calor.

Nesta sexta-feira, a sensação de calor ainda predomina em São Paulo. A temperatura tem ligeira queda em algumas áreas em relação a hoje por causa do aumento da chuva e da nebulosidade, que vão impedir que o sol apareça forte por tantas horas como hoje. A situação no sábado é parecida, com valores temperaturas menos elevados do que hoje, mas ainda com a sensação de abafamento.

A temperatura só vai realmente refrescar durante o domingo, 19 de novembro, quando teremos a combinação dos ventos frios de origem polar com a chuva e pouco sol.

Fique atento para a previsão do fim de semana porque o risco de temporais em São Paulo é alto.

 

Fique de "Olho no Céu" e participe do concurso cultural da Climatempo

 

 

Foto de Marcos André, Guarujá (SP)

 

 

#Fotografeotempo! A sua foto poderá ficar em destaque. Participe!

 

seu vídeo pode ser divulgado no nosso canal do Youtube, no site e nas redes sociais. É só gravar a condição do tempo e mandar para o nosso Whatsapp: 11 9 9420-7548.

 

Notícias - informações importantes do tempo e do clima

 

Agroclima Pro: produtividade e redução de custos para o seu negócio

 

Climatempo Consultoria: monitoramento, planejamento, previsão climática

CIDADES RELACIONADAS

São Paulo - SP

15°
min

22°
max

1mm / 20%