Neve e tornados atingem os EUA em plena primavera

16/04/2018 às 18:08
por Redação

Atualizado 16/04/2018 às 18:19

Oferecimento
Astronautas fizeram registro de camadas de gelo sobre diversos locais

Em plena primavera no hemisfério norte, os Estados Unidos registraram temperaturas baixas e precipitação de neve. No último domingo (15), os tornados no leste do país causaram diversos transtornos, que foram desde cancelamento de voos até falta de energia em milhares de residências.

 

No estado norte-americano de Michigan, cerca de 310 mil imóveis ficaram sem energia elétrica devido a uma tempestade de gelo. A precipitação de neve pode chegar a 48 centímetros em algumas áreas.

 

Segundo a prestadora de serviço DTE Energy, diversas áreas de Detroit também ficaram sem luz, e até a noite de domingo ainda não havia previsão de restabelecimento. A porta-voz Carly Getz afirmou em um comunicado que a empresa está trabalhando para resolver a falta de energia até terça-feira (17).

 

A parte superior do Great Lakes e Green Bay, no estado de Wisconsin, teve a segunda pior tempestade de neve já registrada. O acumulado foi de 60 centímetros na tarde de domingo, segundo o Serviço Nacional do Clima.

 

Tornados provocaram morte

Dois tornados derrubaram árvores e casas em Greensboro e Reidsville, na Carolina do Norte. Um motorista morreu após ser atingido por uma árvore, informou a mídia local.

 

As tempestades se estenderam da Costa do Golfo ao meio-oeste e devem seguir para o nordeste e Nova Inglaterra.

 

Neve é vista do espaço

Astronautas a bordo da Estação Espacial Internacional fizeram imagens de uma grande camada de neve sobre o oeste dos Estados Unidos.

 

No primeiro registro, é possível observar a área que engloba a Serra Nevada da Califórnia, o Rio Columbia e o Snake River Valley, no estado norte-americano de Idaho. A Serra Nevada, próxima do Lago Tahoe, registrou volume de neve próximo do recorde poucos dias antes da foto ser capturada. Durante o mês de março de 2018, o Lago Tahoe foi enterrado com mais de 584 centímetros de neve, após um inverno excepcionalmente seco.

 

1

Foto: NASA

 

A segunda foto mostra o Lago Tahoe em agosto de 2017, com uma pequena camada de neve sobre as montanhas. A região depende muito deste tipo de precipitação anualmente, tanto para as atividades hoteleiras, como o esqui, quanto para o fornecimento de água potável.

 

2

Foto: NASA

 

Localizado ao leste da Serra Nevada, o Deserto da Grande Bacia cobre a maior parte do estado de Nevada. Ele é considerado um deserto gelado, pois recebe precipitação durante os meses de inverno. Juntas, a Serra Nevada e a Cordilheira das Cascatas criam uma barreira que impede a movimentação de umidade, o que provoca um clima desértico no leste das montanhas.

 

O Deserto da Grande Bacia é composto por vales e montanhas e é parte de uma região conhecida pelos geólogos como “Província de Bacias e Cristas Montanhosas”. Na foto, de março de 2018, essas montanhas estão cobertas de neve, enquanto o chão do deserto permanece intacto.

 

Fonte: Earth Observatory/NASA

Tradução: Amanda Sampaio