Minas gerais tem mais chuva nesta terça

06/08/2018 às 23:23
por Josélia Pegorim

Atualizado 06/08/2018 às 23:38

Oferecimento
Rajadas de vento em MG passaram dos 70 km/h na segunda-feira. Chuva de granizo é pouco comum nesta época em BH.

Mais chuva sobre Minas Gerais

A passagem de uma frente fria pelo litoral da Região Sudeste estimulou a expansão de áreas de instabilidade sobre os quatros estados.  A chuva caiu forte em São Paulo, no Rio De Janeiro em Minas Gerais durante a segunda-feira, 6 de agosto, e continua nesta terça-feira sobre grande parte de Minas Gerais, do Rio de Janeiro e do Espírito Santo. Há risco de chuva moderada a forte.

 

Em Minas Gerais, o tempo seco ainda predomina no norte do estado, apesar do aumento da nebulosidade. Mas a região da Grande Belo Horizonte, a Zona da Mata e o Vale do Rio Doce continuam com tempo instável, podendo ter chuva a qualquer hora do dia nesta terça-feira. Há risco de chuva moderada a forte.

O sul de Minas pode ter chuva fraca e a temperatura continua baixa, com grande sensação de frio. O triângulo Mineiro tem um dia com períodos de sol, mas muita nebulosidade.

 

Há previsão de mais pancadas de chuva com raios em áreas de Minas Gerais até quinta-feira. Confira a previsão!

 

Chuva supera a média em BH

 A chuva acumulada sobre Belo Horizonte nos seis primeiros dais de agosto já é quase o dobro da média normal. Como esta média é baixa, cera de 15 mm, a chuva de um dia já pode superar este valor. O INMET registrou 29,4 mm em seis dias .

 

 

Granizada em BH

O jogo do Atlético Mineiro (MG) com o Internacional (RS), pelo campeonato brasileiro, foi paralisado em Belo Horizonte na noite da segunda-feira, 6 de agosto, por causa da tempestade de granizo que caiu no campo. As pedras de gelo começaram a cair pouco antes das 21h30 em grande quantidade e o verde do gramado rapidamente virou branco.

 

O aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, registrou rajada de 67 km/h às 21h08min. A rede  Earth Networks de detecção de descargas elétricas atmosféricas registrou 121 raios sobre Belo horizonte entre 20 e 22 horas de 6/8/2018. Todos os raios foram entre as nuvens.

 

A imagem da tela do radar meteorológico Três Marias, operado pelo CEMADEN -  Centro Nacional de Monitoramento e Desastres Naturais - mostra a forte área de chuva que avançou sobre a Grande Belo Horizonte. O tom de rosa é o indicativo da parte mais intensa, com potencial para granizo.

 

 

 Núcleo de tempestade avança sobre BH (radar meteorológico)

 

 

As imagens são fotografias da tela do canal de tv que passava o jogo. A tempestade causou um apagão no estádio.

 

 Granizada no campo no jogo Atlético x Internacional em BH, em 6/8/18 (Foto Bruno Maon)

 

 

 

Granizada no campo no jogo Atlético x Internacional em BH, em 6/8/18 (Foto de Bruno Maon)

 

 

 

MG_Belo Horizonte_sem luz jogo atletico MG 6-8-18.

Granizada no campo no jogo Atlético x Internacional em BH, em 6/8/18

 

 

Temporais em MG

Durante a tarde e noite segunda-feira, 6 de agosto, temporais ocorreram em diversos locais entre o Sul de Minas, a Zona da Mata Mineira, e Grande Belo Horizonte e o Vale do Rio Doce.

 

Na imagem captada pelo satélite GOES 16, às 00H00 Z (21h00min, Brasília), as manchas em azul claro e vermelho representam os aglomerados de nuvens carregadas que provocaram a chuva forte. Em Barbacena, uma rajada de vento chegou aos 76 km/h entre 19h e 20h. Choveu quase 24 mm entre 19h e 20h, o que é muita chuva para pouco tempo. Passa Quatro (Sul de MG) teve rajada de 74 km/h entre 15h e 16h e 17 mm, em apenas 1 hora. As medições foram do INMET.

 

 

Nuvens de temporal se formaram sobre MG em 6/8/18

 

 

O que é o granizo?

A ocorrência de granizo é mais comum na primavera e no verão, quando a atmosfera está mais propícia para a formação das nuvens cumulonimbus (abreviadamente Cb), que são as nuvens que provocam raios, chuva intensa e também geram granizo.

O granizo são pedras de gelo que se formam dentro das nuvens do tipo Cb e precipitam quando ficam suficientemente pesadas para vencer as correntes de ar dentro da nuvem.

 

Dentro da nuvem, o granizo pode formar grandes aglomerados, mas que vão se desfazendo ou diminuindo de tamanho ao passar pela camada de ar entre a base da nuvem e o solo, que está com temperatura maior do que a de dentro da nuvem. Porém, em determinadas situações, a temperatura desta camada de ar pode ainda ser suficientemente baixa impedindo ou dificultando o derretimento do gelo.

 

As nuvens do tipo Cb podem se formar em qualquer época do ano e em qualquer lugar, desde que as atmosfera esteja com condições favoráveis para a sua formação. Uma das características destas nuvens é que uma parte delas tem temperaturas abaixo de zero, condição básica a formação das pedras de gelo.

 

Dependendo do seu tamanho e da quantidade, o granizo pode causar grandes danos a plantações, em automóveis, em edificações (destruir detalhados), matar pessoas e animais. Episódios de granizo em grande quantidade e em tamanho já foram observados no outono e no inverno em diversos locais do Brasil

CIDADES RELACIONADAS

São Paulo - SP

13°
min

20°
max

2mm / 40%

Rio de Janeiro - RJ

17°
min

25°
max

0mm / 0%