Quem vai ver o eclipse lunar parcial de 16/17 de julho?

16/07/2019 às 17:38
por Josélia Pegorim

Oferecimento
Confira a previsão da nebulosidade em todas as regiões do Brasil para este eclipse, o último lunar de 2019

Um eclipse parcial da Lua ocorre nos dias 16 e 17 de julho e será o último eclipse lunar de 2019. A lua cheia será parcialmente escurecida pela sombra da Terra.

Este eclipse será visível na Austrália, África, América do Sul, grande parte da Europa e Ásia. O eclipse não será visível na maioria das áreas  da América do Norte.



No Brasil, a visualização do fenômeno será possível pouco depois da 17 horas. Mas a lua estará muito perto do horizonte e assim, é preciso esperar um pouco para ter melhores condições de visualização.



Visibilidade do eclipse parcial da lua de 16/17 de julho de 2019

 

 

Nuvens e visibilidade

Os eclipses lunares e solares são fenômenos astronômicos que ocorrem todos os anos, e mais de uma vez. O último eclipse de 2019 será um eclipse anular do sol e ocorre no dia 26 de dezembro. Porém, a visualização depende da quantidade das condições meteorológicas, especialmente da nebulosidade.

 

 

Eclipse lunar de 27/7/18, São Paulo, SP, por Amanda Sampaio

 

 

O Brasil, como toda a América do Sul, verá  apenas o eclipse parcial da lua. Com o ar seco predominando sobre o país, quase todo o país terá pouca nebulosidade e poderá ter uma boa visualização do fenômeno.

 

O mapa mostra a previsão para visualização do eclipse lunar parcial no Brasil. As áreas em cinza, que abrange parte do leste de São Paulo, incluindo a Grande São Paulo, e o estado do Rio de Janeiro, são as mais prejudicadas, pois devem ficar com o céu completamente nublado na noite desta terça-feira e na madrugada do dia 17 de julho.

As áreas em azul são as que terão a melhor visualização do eclipse parcial, pois terão pouca nebulosidade durante a noite desta terça-feira, 16 de julho, e na madrugada do dia 17 de julho.

Nas áreas laranja, a quantidade de nuvens é grande e visualização vai depender de muita sorte e muita paciência do observador.

Já nas áreas em verde, a previsão é de que o céu tenha um pouco de nuvens na noite desta terça-feira e na madrugada do dia 17 de julho, mas que não deve prejudicar a visualização do fenômeno.




Mapa de previsão de nebulosidade para a visualização do eclipse lunar parcial de 16/17 de julho de 2019

 

Medição do tamanho da sombra da Terra

Além de fotografar o eclipse lunar, vários astrônomos vão fazer uma observação especial durante este eclipse parcial da lua. Eles vão medir o tamanho da sombra da Terra a partir da cronometragem do eclipse lunar. 

 

O físico brasileiro Hélio C. Vital  tem pesquisado a previsibilidade de eclipses lunares e a relação desses fenômenos com a atmosfera terrestre há três décadas. Ele explica que “cronometrando a passagem da borda da sombra da Terra pelo centro das crateras, e estimando o brilho da Lua totalmente eclipsada, é possível determinar variações nas dimensões da sombra da Terra e nos padrões de luz e cor da Lua eclipsada.” 

A ideia é correlacionar estas modificações com as condições da estratosfera, tais quais: concentrações de aerossóis de origem vulcânica e distribuição de densidade

 

Hélio explica que “isso é possível porque nossa atmosfera contribui em aproximadamente 2% na formação do raio da sombra da Terra, sendo que essa fração varia de um eclipse para outro de forma ainda não totalmente explicada pela ciência. É também a atmosfera terrestre que ilumina fracamente a Lua na fase total de eclipses lunares. 

 

O físico ressalta também que “durante a totalidade, a Lua se transforma numa sensível tela que exibe o complexo filme de nossa dinâmica atmosfera.”

 

 

CIDADES RELACIONADAS

São Paulo - SP

14°
min

29°
max

0mm / 0%

Rio de Janeiro - RJ

14°
min

34°
max

0mm / 0%

FASES DA LUA

  • Cheia
    15/08
  • Minguante
    23/08
  • Nova
    01/08
  • Crescente
    07/08

ESTAÇÕES DO ANO

  • Inverno
    21/06
  • Primavera
    23/09
  • Verão
    22/12
  • Outono
    20/03