Julho de 2019 termina mais quente do que média em São Paulo

31/07/2019 às 18:48
por Josélia Pegorim

Oferecimento
Mês teve maior volume de chuva em 24h em 76 anos. Confira o balanço de julho de 2019 na capital paulista.

O que a população de São Paulo sentiu no dia a dia se refletiu no balanço final da temperatura e da chuva de julho de 2019: foi um mês de pouco frio e quase sem transtornos por causa de chuva. 

 

Pouco frio

Julho de 2019 terminou com temperaturas ligeiramente acima do normal para o mês. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia  (INMET), a média das temperaturas mínimas de julho de 2019 foi 12,8°C e ficou 0,5°C acima do normal para o mês que é de 12,3°C (climatologia de 1981-2010). 

A média das temperaturas máximas foi de 23,1°C e ficou 0,7°C acima da média normal de máxima para o mês que é de 23,1°C (climatologia de 1981-2010).

 

Em 10 dos 31 dias do mês, a temperatura máxima ficou igual ou acima de 26°C. Isto significa que em um terço do mês, a temperatura à tarde ficou pelo menos 3°C acima da média de referência de máxima que é de 23,1°C

 

Em relação a 2018, podemos dizer que julho de 2019 foi até “frio”. A média das temperaturas máximas de julho de 2018 foi 25,1°C, 2°C acima da média das máximas de julho de 2019. 

A média das mínimas de julho de 2018 foi de 14,1°C, 1,3°C acima da média das mínimas de julho de 2019.

 

Extremos de julho de 2019

A menor temperatura de julho de 2019 na cidade de São Paulo foi de 6,5°C, no dia 7. Para um dia de julho, foi a menor temperatura em 6 anos, desde julho de 2013, quando fez 5,2°C. 

Neste dia geou em alguns locais da capital paulista e na Grande São Paulo.

 

 

Foto de Diego Arruda, São Paulo (SP): geada na USP em 7/7/19

 

 

A temperatura de 6,5°C foi também a menor temperatura de 2019 em São Paulo, até agora, e a menor temperatura registrada pelo INMET em 3 anos, desde 13/06/2016 quando a mínima foi 3,5°C. Neste dia houve formação de geada em muitas áreas da capital paulista. 

.

No dia 7 de julho de 2019, a estação automática do INMET/SESC, na região sul da cidade, registrou 4,8°C, menor temperatura da estação que foi inaugurada em 14/03/2018.

 

A temperatura máxima do mês de julho de 2019 registrada pelo INMET no Mirante de Santana foi de 27,5 °C, no dia 26.

 

O maior volume de chuva em 24 horas foi de 123,6 mm, acumulados entre 9 horas do dia 4 e 9 horas de 5 de julho de 2019

 

 

Foto de Philippe Peinhopf de Paula, São Paulo (SP)

 

 

Chuva histórica

O volume total de chuva acumulado durante o mês de julho de 2019 no Mirante de Santana foi de 156,0 mm e ficou 226% acima média que é de 47,8 mm. Isto significa que choveu três vezes mais do que o normal!

Mas não podemos dizer que julho de 2019 foi um mês chuvoso. O INMET registrou chuva em apenas 5 dias, um a menos do que a média histórica que é de 6 dias com chuva.

 

Julho de 2019 só teve este volume de chuva excepcional porque entre os dias 4 e 5 de julho choveu 123,6 mm. Foi um volume de chuva histórico, o maior acumulado em 24 horas para julho registrado pelo INMET em São Paulo em 76 anos de medições.

Toda a esta chuva foi acumulada durante muitas horas consecutivas, de forma moderada, sem raios e sem trovões. 

 

Confira os maiores acumulados para julho registrados pelo INMET no período de 1943 a 2019



ano

chuva em julho (mm)

2009

179,7 

2019

156,0

1976

153,3

2007

148,3

1989

144,7

 

CIDADES RELACIONADAS

São Paulo - SP

14°
min

20°
max

5mm / 90%