Dorian se fortalece e é classificada como Furacão

28/08/2019 às 17:35
por Rafael Padovani

Atualizado 29/08/2019 às 15:45

Oferecimento
Na tarde desta quarta-feira (28/08), a tempestade tropical Dorian foi classificada como um Furacão - categoria 1.

De ontem (27/08) para hoje (28/08), houve uma mudança na previsão de trajetória e intensidade do sistema de baixa pressão que atua no Mar do Caribe, uma vez que eram pequenas, embora não nulas, as chances de Dorian se tornar um furacão. No entanto, mudanças diárias nas previsões de deslocamento e intensidade de ciclones tropicais (depressões e tempestades tropicais, furacões e tufões) são comuns, por se tratarem de sistemas meteorológicos que liberam alta energia e possuem natureza caótica.

 

Legenda: Imagem realçada do canal infravermelho (canal 13) do satélite GOES-16.

 

Ciclones tropicais, como o próprio nome sugere, se formam na região entre os trópicos, onde geralmente os gradientes térmicos são fracos. São as águas quentes dos oceanos que iniciam e alimentam esses sistemas. No entanto, quando um ciclone tropical atinge uma área continental, incluindo ilhas de grande área territorial, ou se desloque sobre águas oceânicas mais frias a tendência é que o sistema enfraqueça.

 

Inicialmente, a previsão de deslocamento da então tempestade tropical Dorian era para noroeste, com seu centro passando pelo Mar do Caribe entre as ilhas de Porto Rico e República Dominicana, com expectativa de que o sistema não ganhasse força. Por conta de um desvio na rota, o centro de baixa pressão não chegou a atingir a República Dominicana e atualmente se encontra a leste de Porto Rico, onde influencia as condições de vento, mar e nebulosidade também nas Ilhas Virgens Britânicas, Ilhas Virgens Americanas, Anguilla e São Cristóvão e Neves. Na faixa leste de Porto Rico há risco de interrupções no fornecimento de energia elétrica, inundações e deslizamentos de terra. Por conta das águas marítimas nessas regiões serem mais quentes, o sistema acabou se intensificando e se tornando um furacão de categoria 1, na tarde desta quarta-feira, com ventos sustentados de 120 km/h e rajadas de até 148 km/h.

 

Furacões são classificados através da escala Saffir-Simpson, na qual a velocidade sustentada dos ventos varia de categoria 1 a 5:

 

Categoria
Velocidade sustentada dos ventos
1 119 a 153 km/h
2 154 a 177 km/h
3 178 a 208 km/h
4 209 a 251 km/h
5 252 km/h ou mais

 

Além da intensificação do sistema, seu deslocamento deve se manter predominantemente para noroeste, afetando as áreas a leste do sul das Bahamas, a partir da noite de quinta-feira (29/08), onde deve ganhar mais força à medida que se desloca pelo oceano. No fim de semana, pode atingir as ilhas no norte das Bahamas, onde há risco de interrupções no fornecimento de energia e inundações localizadas, e na sequência se deslocar em direção ao estado da Flórida, nos Estados Unidos. Se a previsão de trajetória se confirmar, Dorian deve atingir a costa leste da Flórida na segunda-feira (02/09), possivelmente como furacão de categoria 3, com ventos sustentados de 194 km/h e rajadas de até 240 km/h.

 

prob.471
Legenda: Previsão de trajetória do furacão Dorian.

 

 

CIDADES RELACIONADAS

Picos - PI

23°
min

38°
max

0mm / 0%

FASES DA LUA

  • Minguante
    21/10
  • Nova
    28/10
  • Crescente
    05/10
  • Cheia
    13/10

ESTAÇÕES DO ANO

  • Primavera
    23/09
  • Verão
    22/12
  • Outono
    20/03
  • Inverno
    20/06