Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

O que é o nevoeiro?

12/05/2016 às 11:58
por Josélia Pegorim

Atualizado 14/05/2016 às 00:04

 

Tecnicamente o nevoeiro é a umidade que se condensa próximo do solo. São gotículas de água extremamente pequenas e que ficam em suspensão perto da superfície. A umidade relativa do ar precisa estar acima de 90% para que ocorra a formação do nevoeiro. Vento fraco ou calmaria (falta de vento) e baixa temperatura são outras condições importantes para a formação do fenômeno.

O nevoeiro é uma nuvem, mas com a base próxima do solo. É um fenômeno que exige alta umidade no ar sempre acima de 90% e que reduz a visibilidade horizontal para menos de 1.000 metros.

 

A foto mostra o nevoeiro que se formou sobre a avenida Paulista, em São Paulo (SP), em 31 de julho de 2014. O dia amanheceu com temperatura em torno de 11°C.

 

  

 

Nevoeiro ou neblina?

Os termos neblina e nevoeiro podem ser usados como sinônimos, porém, o nome técnico é nevoeiro. Neblina é o nome popular, assim como cerração ou russo, um termo muito usado pela população do estado do Rio de Janeiro para falar do nevoeiro que ocorre na região de Petrópolis/Teresópolis.

 

A foto mostra um denso nevoeiro no caminho para Teresópolis em abril de 2015

 

 

O que é a visibilidade horizontal?

O nevoeiro é um fenômeno meteorológico que causa grande redução da visibilidade horizontal. Quando o nevoeiro está presente sobre um lugar, a visibilidade horizontal fica reduzida para menos de mil metros.

 

 

 

 

 

  

 

A acentuada diminuição da visibilidade provocada pelo nevoeiro é uma importante causa natural de acidentes nas estradas e interrupção de pousos e decolagens em aeroportos.  O fenômeno pode se formar também sobre a água causando acidentes com embarcações no mar, em rios e em lagos.

 
 

Onde o nevoeiro se forma?

O nevoeiro pode se formar sobre as cidades e campos, ou ainda sobre a água, o mar, rios e sobre lagos. O nevoeiro se forma sobre qualquer tipo de superfície, em lugares frios ou quentes, mas sempre onde o ar está muito úmido. As serras, vales e trechos de baixada das estradas são locais muito favoráveis para a formação do fenômeno porque são áreas que concentram o ar frio. A baixa temperatura é um fator muito importante para a formação do nevoeiro.

A foto mostra  um denso nevoeiro que se formou após a chuva, mas numa tarde quente na região montanhosa em Passa Quatro, no Sul de Minas Gerais, em abril de 2015.

 

  

 

Como o nevoeiro se forma ?

O nevoeiro é um dos fenômenos meteorológicos mais difíceis para prever porque pode se formar em qualquer lugar, em qualquer época do ano e a qualquer hora.

 

 

 

O nevoeiro é como uma nuvem do tipo “stratus”, mas que se forma junto à superfície. A base da nuvem fica perto do chão. Como as nuvens,  o nevoeiro também é a condensação da umidade do ar, porém acontece em baixa altitude, próximo à superfície. A base das nuvens normalmente está acima de 2000 metros da superfície.

O nevoeiro se forma pelo processo físico chamado de condensação.  A condensação pode ocorrer de várias formas:

 

- Resfriamento do ar quando elevamos a altitude

 

 

 

- Resfriamento noturno acentuado (perda radiativa)

 

 

 

- Grande aumento repentino de umidade no ar

 

 

 

- Forte contraste térmico entre uma camada de ar e o solo e entre o ar e a água

 

 

 

O nevoeiro marítimo se forma quando o ar polar (frio) se espalha sobre uma porção de água  que está com temperatura maior. É o contraste de temperatura que provoca a condensação da umidade e então o nevoeiro se forma.

 

Como o nevoeiro se dissipa?

O nevoeiro se forma repentinamente, mas pode ficar sobre uma região por muitas horas seguidas, variando de intensidade. Em geral, o nevoeiro se dissipa naturalmente com o aquecimento do ar. Este aquecimento causa a mistura das camadas de ar com diferentes temperaturas. Mas dependendo das condições atmosféricas, como a temperatura e a umidade em vários níveis atmosféricos, ou se há uma inversão térmica em camadas de ar até 1000 m acima do solo, o fenômeno demora várias horas para se dissipar.