Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Vem muito frio aí...

27/05/2016 às 15:53
por Josélia Pegorim

Atualizado 27/05/2016 às 15:54

As simulações atmosféricas de 27 de maio confirmaram a indicação que já vinha sendo apontada há alguns dias: junho poderá começar muito gelado no centro-sul do Brasil. Com as projeções atuais, não seria exagero dizer que os primeiros dias de junho de 2016 serão congelantes.

Desde a última semana de abril, quatro fortes ondas de frio passaram pelo Brasil. Na primeira, na última semana de abril, e na mais recente, entre os dias 22 e 25 de maio, o ar polar avançou até o Acre e Rondônia. Estas quatro massas polares provocaram temperaturas abaixo de zero no Sul do Brasil. A menor temperatura no país este ano, até agora, é de 4,3°C negativos e foi registrada pelo Epagri/Ciram no dia 19 de maio em Urupema, na parte mais elevada da serra de Santa Catarina.

Na passagem da massa polar entre os dias 22 e 25 de maio, as capitais Florianópolis, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte registraram recordes de frio.

 

 

 

A previsão é que uma nova massa de ar polar chegue muito fria ao Brasil no início de junho. Embora o valor da alta pressão polar não seja tão elevado como nas outras quatro massas polares, esta nova massa polar que está chegando vai encontrar uma combinação de fatores especiais que vão aumentar muito o seu poder resfriamento.

É possível que todo os recordes de frio atuais do Sul, do Sudeste, de Goiás, Distrito Federal e Mato Grosso do Sul sejam superados com esta nova massa polar. Se a previsão se confirmar, ela virá com um espírito realmente "frozen", para provocar muito frio e geada.

A meteorologista Josélia Pegorim mostra as primeiras tendências do frio desta nova massa polar.