Notícias

Destaques Climatempo » Região Sudeste - previsão para a primavera 2019

A primavera 2019 tem início às 4h50min do dia 23 de setembro e se estende até 1h19min do dia 22 de dezembro

 

Para a Região Sudeste do Brasil, a primavera representa o retorno regular da chuva e o aumento do calor. É também a época de temporais mais frequentes. 

 

Os fenômenos meteorológicos que normalmente influenciam a Região Sudeste durante a primavera são:

- frentes frias

- complexo convectivo de meso-escala (CCM)

- sistemas convectivos (associados ao calor e umidade do ar elevada)

- Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) - favorece chuva

- Alta pressão Subtropical do Atlântico Sul (ASAS) - reduz a chuva

 

Embora algumas massas de ar frio possam chegar fortes ao Sudeste na primavera, a geada é um fenômeno pouco comum durante a estação e fica restrito às regiões serranas de grande altitude.

 

Como ficam os oceanos? 

O fenômeno El Niño que predominou no verão e no outono se desconfigurou. A primavera 2019 será com neutralidade climática no Pacífico Equatorial Leste. A temperatura do Atlântico Sul terá maior importância no clima da estação e terá grande peso no comportamento da chuva sobre a Região Sudeste

Durante toda a estação, a tendência é que o Atlântico Sul  fique “frio”, com temperatura abaixo a média, em muitas áreas da costa brasileira. A temperatura da água do Atlântico Sul abaixo do normal dificulta o deslocamento normal das frentes frias do Sul para o Sudeste. 

 

Primavera 2019

De forma geral, a Região Sudeste sentirá  a irregularidade da chuva ao longo da primavera e o atraso do período úmido. Os reservatórios para abastecimento de água e para a geração de energia seguem prejudicados.

 

As pancadas começam a aparecer ao longo do mês de outubro, principalmente entre São paulo e Rio de Janeiro, mas ainda muito mal distribuídas. Já ocorrem os primeiros temporais, mas a chuva tende a ficar abaixo da média na maioria das áreas da Região.

 

Várias áreas no leste de São Paulo e no estado do Rio de Janeiro devem terminar o mês com chuva acima da média histórica. 

A temperatura tende a subir e a previsão é de que fique acima da climatologia.

 

Em novembro e em dezembro, a chance de temporais será maior, mas as pancadas de chuva ainda serão irregulares e mal distribuídas. As médias de chuva para estes meses são altas no Sudeste, mas a tendência é de que chova menos do que a média climatológica sobre a maioria das áreas da Região. 

 

O estado do Espírito Santo e a região mineira do Vale do Rio Doce devem ser mais beneficiadas com chuva durante o mês de dezembro.

 

Com a irregularidade da chuva, os períodos com sol forte serão grandes, o que colabora para o aumento do calor

 

Confira a análise do clima durante a primavera 2019 no Sudeste do Brasil, com a meteorologista Graziella Gonçalves.

 

 


Tempo Real

Condições da Chuva
Baia de Guanabara Normalidade
Baia de Sepetiba Normalidade
Barra/Jacarepagua Normalidade
Zona Sul Normalidade
Legenda: Baixa Média Alta
Probabilidade de Escorregamentos
Baia de Guanabara Baixa
Baia de Sepetiba Baixa
Barra/Jacarepagua Baixa
Zona Sul Baixa
Legenda: Baixa Média Alta Muito Alta

Copyright Climatempo 2011. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução.
Este convênio tem por objeto a integração de esforços para o DESENVOLVIMENTO TÉCNICO e DIVULGAÇÃO das informações do Sistema de Alerta de Chuvas Intensas e de Deslizamentos em Encostas da Cidade do Rio de Janeiro (Sistema AlertaRio) e imagens de instrumentos técnicos integrantes deste sistema, mediante repasse de informações técnicas e demais dados entre a PREFEITURA DO MUNICIPIO DO RIO DE JANEIRO, GEO-RIO e CLIMATEMPO.