Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Quando vai chover no ES e norte de MG?

29/09/2015 às 18:07
por Josélia Pegorim

Uma frente fria está semiestacionária desde o domingo no litoral do Rio de Janeiro e conseguiu espalhar umidade por todo o centro-sul fluminense, sobre a região da Zona da Mata mineira, Sul de Minas, do Triângulo Mineiro-Alto Paranaíba e sobre a Grande Belo Horizonte. Nestas áreas, a nebulosidade é grande e voltou a chover, embora a chuva não esteja generalizada.

Mas regiões como o Vale do Rio Doce, Vale do Jequitinhonha e o Espírito Santo, não sentem o efeito desta frente fria e nesta terça-feira continuavam com sol forte, umidade baixa e temperaturas elevadas.

Coronel Fabriciano, no Vale do Rio Doce (MG) é uma das cidades mineiras que tem estado muito quente e seca. A fumaça de queimadas também está presente no ar nesta época.

 

 

A imagem de satélite mostra claramente a diferença de nebulosidade (manchas verdes, azuis) entre áreas que estão sentindo a influência da frente fria e as áreas onde uma massa de ar seco (tons de marrom) e quente ainda está predominando.

Na hora em que esta imagem foi feita, às 15 horas (de Brasília), São Romão, no norte de Minas Gerais (região dentro da massa de ar seco), registrou 40,7°C e apenas 12% de umidade no ar. Já em Uberlândia, no Triângulo Mineiro (região dentro das áreas de nuvens), no mesmo horário, a umidade no ar era de 73% e a temperatura estava em torno dos 22°C.

 

 

 

Quando vai chover no norte e MG e no ES?

No fim desta semana, uma frente fria com uma forte massa polar deve avançar sobre o Brasil. A previsão é de que esta frente fria consiga chegar ao Espírito Santo e levar um pouco de umidade também para o norte de Minas Gerais. Mas só frentes frias especiais vão conseguir chegar ao norte mineiro.

A meteorologista Josélia Pegorim explica porque as frentes frias não estão conseguindo chegar ao Espírito Santo e ao norte mineiro.

 

 

 

 

Acompanhe o El Niño 2015. Confira o boletim semanal El Niño - análise da TSM

Tendência para a primavera 2015 na Região Sudeste