Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Chuva de outubro nas capitais

31/10/2015 às 00:05
por Josélia Pegorim

Atualizado 01/11/2015 às 16:06

A chuva voltou a cair volumosa na última semana de outubro em muitas áreas do Sudeste, do Centro-Oeste e do Norte do Brasil, mas isto não foi suficiente para reverter a tendência de seca de outubro.

A chuva forte que caiu entre os dias 30 e 31 de outubro sobre Palmas, capital do Tocantins e sobre Teresina, capital do Piauí, alterou subitamente a tendência que vinha predominando até o dia 28 de outubro. A chuva acumulada entre estes dois dias fez com que as duas capitais terminassem outubro com chuva um pouco acima da média. Em Porto Alegre, a chuva de outubro de 2015 bateu recorde em 61 anos.

Outubro termina com chuva abaixo da média histórica em quase todas as capitais brasileiras. Das 27 capitais, apenas 3 chegaram ao fim do mês com chuva acima da média. Pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia, o volume acumulado de 1 a 30 de outubro foi muito superior à média apenas nas capitais do Sul.

 

 

 

 

Porto Alegre - outubro chuvoso

Destaque especial para Porto Alegre que acumulou 301,8 mm. Com este volume, outubro de 2015 foi o segundo outubro mais chuvoso na capital gaúcha no período de 1954 a 2015, segundo o levantamento o 8º Distrito de Meteorologia do Inmet. O outubro mais chuvoso neste período foi o de 1966 que teve um acumulado de 303,4 mm.

 

 

 

 

As maiores deficiências de chuva em outubro foram observadas em Macapá, capital do Amapá e em Fortaleza, capital do Ceará. 

 

  

 Em Macapá, capital do Amapá, outubro é um mês de seca e a ausência de chuva é comum. O Inmet não registrou nenhuma chuva. No Nordeste, de forma geral, outubro é um mês de seca. Em Fortaleza choveu 1,1 mm no fim do mês.

 

  

 

Nas capitais do Sudeste, em Brasília e em Goiânia, quase toda a chuva acumulada em outubro corresponde ao que choveu na última semana do mês. Em Belo Horizonte choveu 40 mm no começo da noite de 28 de outubro. A pouca chuva de Vitória foi acumulada entre os dias 28 e 30 de outubro.

 

 

 

 

Inesquecível calor de outubro de 2015