Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Balanço da chuva de novembro de 2015

01/12/2015 às 17:59
por Josélia Pegorim

As mudanças na circulação de ventos produzidas sobre a América do Sul demarcaram fortemente a distribuição da chuva sobre o Brasil em novembro de 2015.

A atuação de frentes frias e de intensos sistemas de baixa pressão atmosférica entre o Brasil, o norte da Argentina e o Paraguai produziram grandes e fortes áreas de instabilidade sobre o Sul do Brasil onde a chuva voltou a ser muito volumosa e bastante superior à média histórica em praticamente tora a Região. Estas áreas de instabilidade refletiram também sobre o centro-sul e leste de Mato Grosso do Sul e sobre o Estado de São Paulo que também terminaram novembro com chuvas muito acima da média para o mês.

A predominante atuação de sistemas de alta pressão atmosférica no Nordeste e em parte do Norte do Brasil inibiu a ocorrência da convecção. Ainda que novembro seja um mês historicamente de pouca chuva no Nordeste e em grande parte da Região Norte, novembro de 2015 foi um mês de seca como não se via há dezenas de anos.

Confira os mapas da anomalia (diferença em relação à média) da chuva em cada região do país e os gráficos comparativos da chuva de novembro com a média histórica nas capitais brasileiras.

 

 

As três capitais do Sul tiveram mais chuva do o normal em novembro de 2015. Em Curitiba, segundo o Inmet, choveu cerca de 241 mm em novembro de 2015. Foi a maior quantidade de chuva para este mês em 14 anos. Não foi possível verificar um período mais longo devido a falha no banco de dados do Inmet no ano de 2001.

 

 

 

Região Sudeste

 

 

A chuva de novembro superou a média histórica nas capitais São Paulo e Rio de Janeiro. Em São Paulo, segundo o Inmet choveu 250,2 mm em novembro de 2015. Foi o novembro mais chuvoso na capital paulista em 37 anos, desde 1978.

 

 

 

 

Região Centro-Oeste

 

 

Em Goiânia choveu cerca de 355 mm em novembro de 2015, segundo o Inmet. Foi o maior volume de chuva para um mês de novembro desde 1969, quando choveu 405,0 mm em novembro.

 

 

 

Região Nordeste

 

 

Todas as capitais do Nordeste registram pouca ou nenhuma de chuva em novembro de 2015. Ainda que seja um mês tradicionalmente de seca em quase toda a Região, a chuva ficou muito abaixo do normal nas capitais. Em Salvador, choveu apenas 3,0 mm. Foi o mês com menos precipitação desde 1963.

 

 

 

Região Norte

 

 

 

Nas capitais do Norte, a chuva de novembro superou a média histórica apenas em Rio Branco, capital do Acre. Não choveu em Macapá, segundo o Inmet.