Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Risco de temporal aumenta em SP nesta quinta

09/03/2016 às 17:21
por Josélia Pegorim

Atualizado 09/03/2016 às 19:39

Risco de temporais aumenta nesta quinta

Uma forte queda da pressão atmosférica está ocorrendo sobre o Paraguai e também no litoral e interior da Região Sul. A queda da pressão força a formação de grandes áreas de nuvens carregadas sobre todo o Sul e parte desta nebulosidade também avança para São Paulo aumentando as condições para pancadas de chuva.

As áreas de instabilidade que estão sobre São Paulo se intensificam nesta quinta-feira, o que aumenta o risco de temporais. A chuva se espalha pelo estado e chance de chuva forte será maior também no interior e no litoral.  A chuva vem com muitos raios e fortes rajadas de vento, que podem superar os 60 km/h.

 

 

Temporais

Além das nuvens que avançam do Sul, o calor forma nuvens carregadas sobre São Paulo que vão provocar pancadas de chuva nesta quinta-feira e também na sexta-feira. Há risco de temporais em todas as regiões paulistas. Pode chover forte novamente na região da capital e da Grande São Paulo.

Uma frente fria avança pelo litoral paulista entre quinta e sexta-feira e vai ajudar a aumentar a chuva sobre o estado. O calor diminui na capital no fim de semana

 

Números do temporal de 9/3/16

Nuvens carregadas voltaram a crescer sobre a Grande São Paulo na tarde desta quarta-feira, após o calor de mais de 30°C. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, a temperatura chegou aos 31,4°C no Mirante de Santana, na zona norte da cidade. Esta foi a maior temperatura de março, mas que já havia sido registrada no dia 7. Foi também a maior temperatura desde o dia 20 de fevereiro quando fez 31,6°C.

 

 

 

Por volta das 17 horas, nuvens bastante escuras podiam ser observadas em várias regiões da capital e da Grande São Paulo. Os radares Climatempo-USP detectavam chuva moderada a forte na divisa da zona leste da capital com os municípios de Santo André e Mauá, na sul da capital e na divisa com Itapecerica da Serra e Embu-Guaçu.

 

Na região da Climatempo, a chuva começou muito forte pouco antes da 18 h e houve queda de granizo.

 

 

 

 Na região do aeroporto de Congonhas chovia muito forte por volta das 17h20, quando ocorreu uma rajada de vento de 101 km/h (55 nós), segundo informações do próprio aeroporto. A temperatura baixou de 26°C para 20°C em 20 minutos.

 

O temporal que caiu no fim da tarde da quarta-feira, 9 de março, em áreas das zonas sul, centro e do ABC Paulista causou alagamentos na região do Ipiranga e da Vila Mariana. O córrego Ipiranga voltou a transbordar.

Desta vez, a chuva ficou muito concentrada nestas áreas. Em muitas áreas da capital e da Grande São Paulo, a chuva foi fraca ou nem choveu.

 

 

O Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura da cidade de São Paulo registrou 4 pontos de alagamento intransitáveis, que ainda estava, ativos por volta das 19 horas.

 

Confira os maiores volumes de chuva registrados pelo Sistema de Alerta e Inundações do Estado de São Paulo (SAISP) até às 18h50 de 09/03/16

 

Córrego Ipiranga - Pç. Leonor Kaupa (PMSP/IP-02) / São Paulo:49,0mm

Ribeirão dos Couros - Jd Taboão / São B. do Campo: 35,4

Ribeirão dos Couros - Ford / São B. do Campo: 29,8 mm

Rudge Ramos / São B. do Campo: 21,8 mm

Ribeirão dos Couros - Piraporinha Casa Grande / Diadema: 21,6 mm

 

Confira a chuva registrada pelo CGE entre 16h e 19h

Vila Mariana: 18,6 mm

Santo Amaro: 16,2 mm

São Mateus: 9,2 mm

Itaim Paulista: 8,4 mm