Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Brasília tem maio mais quente da história

31/05/2016 às 22:57
por Josélia Pegorim

Atualizado 01/06/2016 às 00:03

Quatro grandes e fortes massas polares passaram sobre o Brasil durante o mês de maio, mas fortes correntes de vento nas altitudes elevadas da atmosfera dificultaram muito a chegada do ar frio na região do Distrito Federal.

Maio com pouca chuva é o normal na região de Brasília, mas maio com 30,0°C, não. Os brasilienses viveram em 2016 o maio mais quente já registrado na história da capital federal.

 

 

 

 

A média das temperaturas máximas registradas em maio de 2016 foi de 29,0°C, a maior média de máxima desde 1962 e que ficou 3,3°C acima da média climatológica que é de 25,7°C. O recorde anterior de maior média de temperatura em maio era do ano de 2010, quando a média das máximas foi de 27,9°C. A média das temperaturas mínimas em maio de 2016 foi de 16,7°C e ficou 1,7°C acima da média histórica  de temperatura mínima para maio que é de 15,0°C.

 

 

 

Maio de 2016 deu outro recorde histórico para a Brasília. Foi a primeira vez desde 1962 que o termômetro alcançou o dígito de 30°C. Isto aconteceu quatro vezes em maio de 2016. Das seis tardes mais quentes registradas em maio, quatro ocorreram em maio de 2016. O Instituto Nacional de Meteorologia faz medições meteorológicas regulares em Brasília desde setembro de 1961.

 

 

 

 

Maio de 2016 entre os 10 mais secos em 54 anos

Além do calor, Brasília teve também um maio muito seco em 2016. É normal chover pouco nesta época, mas este ano choveu pouco demais. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, em 31 dias foram acumulados apenas 3,9 mm de chuva, sendo que a média normal é de aproximadamente 39 mm.

Maio de 2016 entrou para a lista dos 10 maios mais secos em 54 anos. Em maio dos anos 1970,1989, 2000 e 2008, o Instituto Nacional de Meteorologia não registrou chuva em Brasília.

 

 

 

Quando vai esfriar?

A pouca nebulosidade sobre Brasília, comum nesta época, faz com que as noites sejam naturalmente um pouco frias, mas com o sol forte desde cedo, a temperatura sobe rápido e as tardes são normalmente um pouco quentes.

Para esfriar mais o ar é preciso que o ar polar consiga chegar na região do Distrito Federal. Nos próximos 10 dias, duas massas polares avançam sobre o Brasil, mas a primeira vai atuar só no Sul do Brasil. A segunda massa polar, após o dia 5 de maio, tem forte intensidade e poderá alcançar Brasília, mas de forma suavizada causando uma ligeira queda da temperatura.