Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Ar polar chega a Brasília depois da chuva

10/06/2016 às 22:00
por Josélia Pegorim

A chuva que caiu sobre Brasília na tarde desta sexta-feira, 10 de junho, foi comemorada. Foi um dos raros eventos de chuva desde o fim do abril. Algumas áreas da capital federal tiveram uma chuva rápida nos últimos dois dias, mas a desta sexta-feira foi mais notável. Deu para refrescar, molhar um pouco a terra e aliviar o calor que ainda impera no fim do outono. Não há mais previsão de chuva para os próximos dias.

 

 

Não ter chuva nesta época já é o normal para a região do Distrito Federal, mas o calor está tão fora dos padrões, que a temperatura máxima nos 10 primeiros dias de junho bateu quatro vezes o recorde de maior temperatura para este mês.

A maior temperatura em junho, antes de 2016, era de 28,9°C, em 22 de junho de 2010. Mas este ano, a temperatura já chegou aos 30,8°C estabelecendo o novo recorde de calor para junho em Brasília.

Uma dose de ar polar neste momento faria muito bem aos brasilienses para baixar a quentura. É o que deve ocorrer nos próximos dias. A massa de ar polar que vem literalmente congelando o Sul do Brasil foi reforçada por outra massa polar muito forte. Entre o sábado, 11, e terça-feira, 14 de junho, o centro desta massa polar, que é a região mais fria, estará passando sobre o Sul do Brasil e pelo leste de São Paulo a caminho do oceano. Neste trajeto, um pouco do ar frio vai chegar até a região de Brasília e deixar as madrugadas mais frias. Porém, as tardes devem continuar quentes com temperatura acima da média normal.

 

 

Pelos registros do Instituto Nacional de Meteorologia, a média climatológica da temperatura máxima para junho em Brasília fica em torno de 25°C e a média da temperatura mínima é de aproximadamente 13°C. Nos dez primeiros dias de junho, a média das mínimas ficou em torno dos 16°C e a média das máximas em cerca de 29°C.

Até a terça-feira, 14 de junho, Brasília poderá registrar recorde de frio para 2016. A menor temperatura até o dia 10 de junho foi de 14,0°C em 27 de maio.

 

Possibilidade de recorde de frio em Goiânia, Cuiabá e em Campo Grande

A passagem do ar polar intenso sobre o Sul do Brasil entre os dias 11 e 13 de junho vai causar forte queda da temperatura também nas capitais Campo Grande (MS), Goiânia (GO) e Cuiabá (MT).

Todas as capitais poderão estabelecer novos recordes de frio para 2016 até dia 13. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, o recorde atual de menor temperatura do ano para Campo Grande é de 7,1°C em 28 de abril, em Cuiabá de 13,7°C, em 28 de abril e em Goiânia, o recorde atual frio é de 15,0°C, também em 28 de abril.