Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Rio bate recorde de frio com menos de 9°C

13/06/2016 às 10:48
por Josélia Pegorim

 

A intensa massa de ar polar ainda atua sobre o Brasil nesta segunda-feira derrubou a temperatura também no estado do Rio de Janeiro. A madrugada de 13 de junho foi a mais fria do ano na cidade do Rio, e no estado do Rio de Janeiro de forma geral.

 

Recorde de frio na cidade do Rio

O Instituto Nacional de Meteorologia registrou uma temperatura mínima de 8,7°C na região da Vila Militar, na zona oeste carioca. Esta foi a menor temperatura em 2016 na cidade do Rio de Janeiro. O recorde anterior era de 11,2°C em 10 de junho.

A última vez que o Rio de Janeiro teve temperatura abaixo dos 10°C foi no ano de 2014 quando a temperatura baixou para 9,4C no dia 7 de agosto de 2014 e 9,5C no dia 8 de agosto de 2014.

O frio aumentou muito nesta segunda-feira porque o centro da massa de ar polar, que é a região mais fria, está passando pelo leste da Região Sudeste. O frio intenso foi sentido em todo o estado do Rio de Janeiro . No Pico do Couto, nos arredores de Petrópolis fez 1,3°C. Em Nova Friburgo, na região de Salinas, a temperatura chegou aos 4,5°C. Em Parati, no litoral sul, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou 8,8°C. No Parque Nacional de Itatiaia, a temperatura chegou a 7,8°C abaixo de zero.

Nos próximos dias, o cetro da massa polar (região onde o frio é mais intenso) vai para o mar e se afasta cada vez do país até o fim da semana. Assim, a temperatura vai subindo aos poucos, mas as noites ainda serão bastante frias.

Confira a tendência da temperatura no Rio de Janeiro

 

Ressaca

A passagem de um ciclone extratropical ao largo do litoral do Sul e do Sudeste provocou uma forte agitação no mar no fim de semana. No sábado, 11, a Marinha do Brasil registrou ondas de 6 metros na entrada da baía de Guanabara.

O mar segue muito agitado nesta segunda-feira, com ondas de 2,5m a 3,0m. A partir desta terça-feira, a agitação enfraquece bastante e as ondas diminuem.

A meteorologista da Climatempo Aline Ribeiro fez o registro do mar agitado no fim de semana.