Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Alerta de ressaca no litoral Sul e Sudeste do Brasil

28/05/2010 às 12:07
por Josélia Pegorim

Uma
nova frente fria avança sobre o Brasil no fim de semana trazendo uma forte massa polar e um novo ciclone extratropical. O deslocamento do ciclone e da massa polar vai produzir ventos constantes, moderados e as fortes, sobre uma extensa área sobre o oceano Atlântico Sul abrangendo toda a costa desde a Argentina até o Sudeste do Brasil. Em situações como esta, acontece o efeito de pista, que é a persistência por vários dias de ventos moderados a fortes, de uma mesma direção. Na semana que vem deve ser observada a “pista de sul” (ventos do quadrante sul), que vai manter o mar alto por vários dias. Antes desta grande elevação, as ondas diminuem neste fim de semana na costa sul e sudeste do Brasil. Neste sábado, as ondas devem variar de 1 a 1 metro e meio em toda a costa entre o Rio Grande do Sul e o Rio de Janeiro. No Espírito Santo, as ondas ficam em torno de 1 metro. Para o domingo, a tendência é de ligeira diminuição da altura das ondas e os maiores picos devem ficar em torno de 1 metro em toda a costa sul e sudeste do Brasil. Porém, a partir de segunda-feira, 31 de maio, o mar começa a ficar agitado na costa sul e parte do sudeste Brasil e as ondas crescem rapidamente. A situação é de alerta para ressacas nas praias do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, onde as ondas poderão alcançar 3 metros de altura. Entre o Paraná e o Rio de Janeiro, o mar também sobe no decorrer da segunda-feira e até a noite as ondas devem atingir altura entre 1,5 a 2 metros. É preciso lembrar que esta previsão de altura das ondas é para as áreas litorâneas, perto do continente. Nas regiões oceânicas, em alto-mar, as ondas devem ser maiores. Na terça-feira, 1 de junho, o mar segue agitado e com ressaca na costa sul e sudeste, com ondas em torno de 2,5 a 3 metros, do Rio Grande do Sul ao Rio de Janeiro. Os maiores picos serão nas praias gaúcha, catarinense e do Rio de Janeiro. No Espírito Santo, as ondas podem chegar a 1,5 metros. Para a quarta-feira, 2 de junho, a tendência é de que as ondas aumentem um pouco mais na costa sudeste, chegando a 3,5 metros no Rio de Janeiro e a 3 metros em São Paulo, ainda com risco de ressaca. No Espírito Santo, as ondas poderão chegar aos 2 metros. Já na costa sul, a tendência é de que o mar comece a baixar, mas ainda com ondas de 2 metros.