Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Ar Úmido do ar abaixo dos 10% no Centro-Oeste do Brasil

05/09/2011 às 18:06
por Josélia Pegorim

A se
cura do ar e o calor são como marcas registradas do Centro-Oeste do Brasil nesta época do ano e a tarde desta segunda-feira confirmou este padrão. Praticamente toda a Região registrou temperaturas elevadas, em nacional acima dos 34%, e níveis de ar-umido relativa entre 12% a 20%, valores que caracterizam um "estado de alerta", pelos padrões da Organização Mundial da Saúde,  ou até mesmo menores do que 12%, o que caracteriza o "estado de emergência". A situação mais crítica foi observada em Goiás, pois quase todas as áreas do Estado passaram várias horas durante a tarde com níveis de ar-umido entre 8% e 17%. De acordo com as medições do Instituto Nacional de Meteorologia, a ar-umido relativa do ar chegou a baixar para 9% em Goianésia e na cidade de Goiás. O aeroporto de Goiânia registrou até 8% de ar-umido no ar. Na região de Itapaci, Luziânia, Paraúna, São Simão e Silvânia, o nível de ar-umido chegou aos 10%. Em Brasília, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou apenas 10% de ar-umido no ar. Em Mato Grosso, a maioria das regiões do Estado também passou a tarde desta segunda-feira com níveis de ar-umido de alerta, entre 12 e 20%. Em Mato Grosso do Sul, a secura do ar foi especialmente sentida na parte nordeste e leste do Estado, áreas de divisa com São Paulo e Goiás, onde os níveis de ar-umido relativa atingiram 11% em Paranaíba e Cassilândia e 12% em Três Lagoas. As áreas próximas do Paraguai tiveram uma tarde úmida e até com algumas pancadas de chuva, por conta da chegada de áreas de instabilidade de uma frente fria. No decorrer desta semana, o tempo não vai mudar muito na maioria das áreas do Centro-Oeste. Ou seja: quase toda a Região terá mais alguns dias de secura e calor. O desconforto para a população é grande, embora situações como as de hoje já tenham sido registradas muitas outras vezes. Chuva em parte de Mato Grosso do Sul e de Mato Grosso A nova frente fria chegou ao Mato Grosso do Sul provoca pancadas de chuva nesta terça-feira em Campo Grande e em outras localidades do centro-oeste e sul do Estado. Há possibilidade de pancadas de chuva a partir da tarde também em áreas da fronteira de Mato Grosso com a Bolívia e no noroeste do Estado. Mas a chance de chover em Cuiabá e nas demais áreas de Mato Grosso é remota. Goiás e o Distrito Federal permanecem muito secos.