Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Áreas de instabilidade em SP

12/01/2015 às 11:18
por Josélia Pegorim

n style="font-size: 13px;">Várias cidades São Paulo tiveram chuva na madrugada desta segunda-feira e amanheceram com muitas nuvens. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou 6 mm sobre Bauru na madrugada e  Lins choveu 22 mm entre 23h e meia-noite do domingo. Outras locais tiveram apenas chuva e chuviscos, apesar da grade quantidade de nuvens. As áreas de instabilidade que cresceram sobre São Paulo espalham nuvens altas sobre o leste do estado na manhã desta segunda-feira. Estas nuvens são observadas também sobre a Grande São Paulo, mas não são de chuva.     As imagens de satélite mostram que as áreas de instabilidade enfraqueceram entre a madrugada e manhã, mas devem se intensificar novamente com o calor da tarde. As pancadas de chuva com raios voltam a ocorrer também sobre a capital e Grande São Paulo. Há risco de raios. Pode chover e ventar forte.     Calor A grande quantidade de nuvens sobre quase todo o interior paulista vai dificultar a entrada do sol direto. Assim,  o aquecimento do ar não será tão intenso como no fim de semana. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou temperaturas de 34°C a 37°C em todo o Estado. No domingo, 11 de janeiro, a maior temperatura no Estado foi de 37,4°C em Votuporanga, no noroeste do Estado. A cidade de São Paulo teve duplo recorde São Paulo no fim de semana. A madrugada do sábado, 10, foi a mais quente de 2015, com temperatura mínima de 24,5°C. Na tarde do domingo, 11, a capital paulista teve a tarde mais quente do ano, até agora, com temperatura máxima de 34,7°C. Embora sem temperaturas extremas, a segunda-feira dia segue quente e grande sensação de abafamento. Semana com pouca chuva As áreas de instabilidade enfraquecem sobre São Paulo e a partir desta terça-feira, até pelo menos o próximo domingo, o sol e o calor voltam fortes como no sábado. As temperaturas voltam a ficar bastante elevadas à tarde. Há previsão de pancadas de chuva, porém em pequenas áreas e com curta duração. Só há previsão de uma nova frente fria em São Paulo na próxima semana.