Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Calor, ar seco e fumaça no ar no Norte do Brasil

08/07/2011 às 15:49
por Josélia Pegorim

É t
empo de seca e de queimadas pelo Brasil. Pela primeira vez neste inverno, a fumaça das queimadas que ocorrem no Acre prejudicou a visibilidade no aeroporto da capital, Rio Branco. Das 3 horas da madrugada até 9 horas da manhã, pelo horário de Brasília, a fumaça ficou espalhada sobre o aeroporto e a visibilidade ficou reduzida para 5000 metros. Este é só início de um longo período de seca na parte sul da Região Norte e as queimadas vão aumentando até o recomeço da chuva, no fim de setembro. Ainda está chovendo na parte norte da Região Norte do Brasil, numa faixa que abrange a região do rio Solimões, Negro, Amazonas, no extremo norte do Pará, em Roraima e no Amapá. Mas mesmo nestas áreas, as pancadas de chuva já estão menos frequentes e menos volumosas. Esta é a situação comum nesta época, pois o período chuvoso está chegando ao fim. Com a diminuição da chuva, o ar vai ficando cada vez mais seco e quente. No Tocantins e no sul do Pará, o inverno é época de calorão acima dos 35ºC à tarde e ar muito seco, com níveis de umidade do ar abaixo dos 30% quase todos os dias. Em Palmas, capital do Tocantins, a temperatura mais alta deste ano, até agora, foi de 36,4ºC, em 5 de julho. Marabá, no sudeste do Pará, já registrou 40ºC em meados de junho, com sensação térmica de quase 60ºC. A partir da tarde do domingo e até terça-feira, a umidade tende a aumentar no Acre e na região norte de Rondônia e algumas pancadas de chuva poderão ocorrer. No sul do Pará e no Tocantins, a chance de alguma chuva é remota pelo menos nos próximos 15 dias.