Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Cantareira está sem queda há 41 dias

13/03/2015 às 14:03
por Josélia Pegorim

Quas
e todos os mananciais que abastecem a Grande São Paulo voltaram a receber um pouco de chuva nas últimas 24 horas, porém em pequena quantidade. Segundo a Sabesp, o maior volume acumulado foi de 23,2 mm sobre o sistema Rio Grande. Não choveu sobre o Guarapiranga e o Cantareira recebeu apenas 0,7 mm de chuva entre os dias 12 e 13 de março. Mesmo assim, a primeira quinzena de março vai fechar com um bom desempenho em todos os mananciais. O acumulado de chuva em 13 dias foi de pelo menos 50% da média.   O sistema Cantareira recebeu em 13 dias 132,2 mm de chuva, o segundo maior acumulado entre os seis mananciais que abastecem a Grande São Paulo. O total de chuva corresponde a aproximadamente 74% da média.   Cantareira está sem queda há mais de um mês O nível de armazenamento dos três principais reservatórios para abastecimento voltou a subir entre os dias 12 e 13 de março. O Cantareira está sem queda desde o dia primeiro de fevereiro. A última queda no nível de água foi entre os dias 31 de janeiro e 1 de fevereiro.     Dívida hídrica O nível atual de 14,3% repõe os 10,7% de água do volume morto que foram acrescidos em 24 de outubro de 2014 e 3,6% da cota de 18,5% disponibilizada em 15 de maio de 2014. Faltam 14,9% para repor o total de 29,2% das duas cotas juntas. A taxa média de aumento de nível do Cantareira vem sem mantendo em 0,2% ao dia.   Porém, a previsão para os próximos 15 dias é de redução da chuva. O sistema de Alta Pressão Subtropical do Atlântico Sul ganha força sobre o Sudeste, deixa a atmosfera mais seca e reduz as condições para chuva.  As pancadas de chuva vão ocorrer com pouco volume e menos frequentes do que nos últimos dias. Até o dia 27 de março também podem ocorrer dias sem chuva. Assim, é possível que ocorra novo período prolongado de estabilização ou até mesmo alguma queda no nível de armazenamento até o fim do mês.