Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Chuva nas áreas secas do Centro-Oeste e Sudeste

09/09/2011 às 14:17
por Josélia Pegorim

ong>Chuva nas áreas secas do Centro-Oeste e Sudeste Uma grande frente fria começou a avançar sobre o Sudeste e o Centro-Oeste do Brasil nesta sexta-feira espalhando o ar úmido e provocando chuva em áreas que estavam extremamente quentes e secas há várias semanas. Por onde esta frente fria já passou, o tempo virou do avesso. Foi o que aconteceu no Estado de Mato Grosso do Sul, onde choveu em quase todas as áreas nesta sexta-feira. Na capital, Campo Grande, o calor chegou aos 34ºC e a ar-umido do ar baixou para 14% na tarde de quinta-feira. Na sexta-feira, com céu nublado, a chuva e a presença do ar polar, os termômetros marcavam apenas 15ºC, à 1 hora da tarde e o nível de ar-umido superava os 90%. Em Cuiabá, capital de Mato Grosso, ainda não havia chovido até o início da tarde de sexta-feira, mas a população já sentia um alívio com o aumento da ar-umido e a expressiva queda da temperatura. O calor chegou aos 39ºC na tarde de quinta-feira e a ar-umido do ar aos 13%. No começo da tarde de sexta-feira, a capital de Mato Grosso estava cheia de nuvens, com uma temperatura amena em torno dos 23ºC e a ar-umido perto dos 60%. Outra região que já foi beneficiada pela chuva da frente fria foi o oeste do Estado de São Paulo. Em Presidente Prudente, uma das maiores cidades paulistas, a semana foi marcada por calor de até 38ºC e na tarde de quinta-feira, 8 de setembro, foi a mais seca do ano, até agora. O aeroporto local chegou a registrar míseros 6% de ar-umido no ar. Esta frente fria estava sendo aguardada pelos meteorologistas com tanta ansiedade como uma noiva no altar, pois é este sistema que inicia o rompimento da forte massa quente e seca que normalmente se estabelece sobre o Brasil no fim do inverno. A falta de chuva prolongada e o ar muito seco são como marcas registradas do clima do Sudeste, do Centro-Oeste e também de parte do Norte e de quase todo o Nordeste nesta época do ano. A expectativa daqui para frente fria é que, pouco a pouco, a circulação de ventos mude sobre o país e a ar-umido comece a se espalhar novamente permitindo a formação de nuvens de chuva. Esta grande frente fria é muito importante porque inicia este processo. Possibilidade de chuva no norte de SP, sul de GO e no Triângulo Durante o fim de semana, os efeitos desta frente fria serão sentidos ainda sobre o centro-oeste e sul de Mato Grosso, em Mato Grosso do Sul e em todo o Estado de São Paulo. A chuva deve chegar até domingo inclusive na parte de São Paulo, onde os níveis de ar-umido ficaram abaixo dos 10% esta semana. No domingo também deve voltar a chover em áreas do Triângulo Mineiro e do sul de Goiás, que estão numa situação mais crítica até do que o norte de São Paulo. Chuva para BH. Brasília continua seca. A chuva desta frente fria ainda não deve chegar a Goiânia e a Brasília, mas Belo Horizonte, que neste sábado completa 90 dias sem uma gota de chuva, poderá ter algumas pancadas de chuva na segunda-feira. Em Brasília, a última chuva significativa aconteceu no dia 11 de abril, acumulando 55 milímetros, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia.  No domingo, 11 de setembro, Brasília completará exatos 90 dias consecutivos sem  nenhuma uma gota de chuva. Mas na prática, a seca de verdade já está durando desde o início de abril. Em setembro normalmente a chuva recomeça, mas este ano, a chance de chover é remota pelo menos até o dia 23.