Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Ciclone extratropical provoca ventania no Sul do Brasil

25/05/2011 às 10:25
por Josélia Pegorim

ong>Ciclone extratropical provoca ventania no Sul do Brasil A nova frente fria avança sobre o Rio Grande do Sul nesta quarta-feira, associada a um ciclone extratropical que organiza entre o sul gaúcho e o Uruguai. Este sistema vem provocando fortes rajadas de vento no Estado desde a madrugada. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou uma rajada de 79 km/h em Chuí, às 3 horas da madrugada. Várias outras áreas gaúchas já registravam rajadas entre 40 e 60 km/h, até 9 horas da manhã. A presença da frente fria e da formação do ciclone extratrooical intensificam os ventos em áreas do Estado de Santa Catarina. Em Urubici, no alto da serra catarinense, as rajadas de vento começaram a superar os 60 km/h na madrugada de hoje, pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia. Às 9 horas, uma rajada chegou aos 90 km/h. Às 7 e 8 horas, as rajadas alcançaram 89 km/h. No cabo de Santa Marta, no sul de Santa Catarina, as rajadas também superaram os 60 km/h a partir da 1 hora da madrugada desta quarta-feira. Até 9 horas, a rajada mais intensa foi de 73 km/h. As fortes rajadas de vento vão continuar ocorrendo nesta quarta-feira no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, aumentando de intensidade. De forma geral, as rajadas mais intensas devem ficar entre 60 e 80 km/h. Porém, o relevo de algumas áreas colabora para aumentar a velocidade dos ventos. Assim, nas áreas serranas, as rajadas podem ficar em torno dos 100 km/h. O litoral de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul também podem ter rajadas de ventos em torno dos 100 km/h No Paraná também ocorre um aumento da velocidade dos ventos. As rajadas mais intensas devem ficar entre 60 e 80 km/h. Nesta próxima quinta-feira, o ciclone extratropical começa a se movimentar sobre o mar, próximo ao litoral do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Fortes rajadas de vento ainda poderá ocorrer nos três Estados da Região Sul. As mais intensas  poderão alcançar velocidade em torno dos 100 km/h, nas áreas litorâneas do Sul. O ciclone extratropical desloca-se devagar para alto-mar a partir de sexta-feira e sua circulação de ventos vai influenciar a costa sul e parte do Sudeste pelo menos até a próxima segunda-feira. Mar O mar volta a ficar agitado no Rio Grande do Sul no decorrer da próxima sexta-feira, dia 27 de maio. Entre os dias 28 e 30 de maio, uma forte agitação marítima se espalha pela costa sul e sudeste do Brasil. A altura das ondas vai aumentar rapidamente a partir do dia 28. Numa primeira avaliação, ondas de 3 metros devem chegar às praias do Sul, de São Paulo e do Rio de Janeiro entre os dias 29 e 30 de maio.