Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Estamos em El Niño!

14/05/2015 às 15:48
por Redação

por Josélia Pegorim

Os meteorologistas do serviço nacional de meteorologia da Austrália (Australian Government Bureau of Meteorology) bateram o martelo na terça-feira, 12 de maio: agora sim, estamos vivendo um El Niño.

No começo de maio, os principais centros de previsão e de monitoramento do clima global, incluído os australianos, já concordavam que todas as condições oceânicas e atmosféricas para a determinação de um El Niño estavam satisfeitas. Só faltava uma comunicação formal, especialmente dos meteorologistas australianos, o que ocorreu em 12 de maio: “The tropical Pacific is in the early stages of El Niño.” (O Pacífico Tropical está no estágio inicial do El Niño)**.

Pouco antes do fim de abril, diante da evolução dos parâmetros que caracterizam o El Niño, a Austrália já havia elevado o nível do status de “watch” (50% de possibilidade de formação de um El Niño) para alerta (75% de chance de formação de um El Niño).

A Austrália é uma das regiões do planeta que mais sentem os efeitos do El Niño. Este fenômeno oceânico-atmosférico é caracterizado por um aquecimento acima do normal das águas do oceano Pacífico Equatorial Leste, uma região oceânica entre a Austrália, a Indonésia e a costa oeste da América do Sul.

Então, finalmente temos um El Niño, depois de várias previsões equivocadas no ano passado. Mas como em 2014, agora está sendo levantada a questão de que o El Niño de 2015 será intenso e novamente está sendo comparado ao El Niño de 1997/1998, considerado tecnicamente o mais forte El Niño já medido e monitorado.

 Atualmente, a região Niño 3.4 (Niño 3+4), onde se monitora a temperatura da água do mar para determinação do El Niño, está 1,0°C acima da média climatológica. As águas do Pacífico nesta região ainda devem esquentar um pouco mais nos próximos meses.

Estamos em El Niño, mas o que isto significa para o clima no Brasil? Qual a intensidade esperada para o fenômeno? Qual será o impacto sobre o inverno no Brasil? Até quando teremos este El Niño? O El Niño será bom ou ruim para os reservatórios de energia e de abastecimento?

São muitas questões importantes que devem ser analisadas com cuidado nos próximos meses. Para entender este novo El Niño,tirar dúvidas, desfazer equívocos, avaliar os impactos sobre o Brasil, a Climatempo vai fazer um debate especial abordando apenas o El Niño.

Os meteorologistas Alexandre Nascimento, Josélia Pegorim e Patricia Madeira vão discutir o novo evento de El Niño e como isto vai influenciar o clima no decorrer de 2015.

Você está convidado a participar do Climatemponews especial “Como será o El Niño de 2015?” que será realizado ao vivo no dia 18 de maio, na próxima segunda-feira, das 15h às 15h30, transmitido pelo portal da Climamtempo. Como sempre, os internautas poderão participar on line enviando perguntas pelas redes sociais.

A Climatempo vem acompanhando desde o começo do ano o vai-vem das previsões do El Niño. Confira abaixo o histórico de matérias.

  Relembre o histórico sobre o El Niño 2014/2015

Teremos um El Niño este ano? - 19 de março de 2014 - início da especulação sobre um El Niño em 2014.

Efeitos do El Niño no inverno e primavera no Sul do Brasil - 30 de junho de 2014 : pesquisador do INPE José Marengo analisa  a intensidade do possível El Niño de 2014 e os impactos no Sul do Brasil

Que El Niño é este?  - 11 de julho de 2014 : previsões mudam /El Niño fraco a moderado

Não tem mais El Niño este ano! E agora Brasil? - 30 de outubro de 2014: previsões não se confirmam

El Niño: agora vai? - 13 de março de 2015 : nova previsão de El Niño para 2015 - Austrália em "watch"

El Niño esta aí - 7 de maio de 2015 : todas as condições para o El Niño estão sendo observadas e a confirmação do fenômeno é aguardada para antes do fim de maio

Não perca! Climatemponews especial El Niño 2015!  18 de maio – 15h às 15h30

**   Leia a íntegra da análise australiana, em inglês