Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Grande frente fria traz chuva para as áreas secas do Brasil no início da Primavera

22/09/2011 às 14:44
por Josélia Pegorim

Calo
r de quase 40ºC e níveis de ar-umido de menos de 12%, o que representa o "estado de emergência" para o ar muito seco, pelos padrões da OMS - Organização Mundial da Saúde. Esta é a situação do fim do inverno de muitas áreas do Centro-Oeste, do interior do Nordeste, Tocantins, do sul e leste do Pará e também do oeste e norte de São Paulo e de Minas Gerais. A secura do ar e o aumento do calor são características do clima em grande parte do Brasil no fim do inverno e no início da primavera. Mas aos poucos as condições meteorológicas vão mudando e esta forte massa de ar seco e quente que fica sobre o interior do país é rompida, permitindo o aumento da ar-umido e o retorno da chuva. A primavera começa oficialmente nesta sexta-feira, 23 de setembro, às 6 horas e 4 minutos, pelo horário de Brasília. É importante fazer a referência à hora oficial do Brasil, por conta dos fusos horários que existem no país. Em Fernando de Noronha, a primavera começa às 7 horas e 4 minutos. Em Manaus e em Rio Branco, o início da nova estação será no dia 23 de setembro, porém mais cedo do que em Brasília, às 5 horas e 4 minutos. Em todo o Sudeste, no Sul e no Nordeste, o início da primavera é no mesmo horário do que em Brasília. Para a Meteorologia, o maior significado da primavera é o retorno da chuva pondo fim a estiagem do inverno. Normalmente, as últimas áreas que saem da seca são a região de Brasília e o Tocantins. Por coincidência, justamente no início da primavera, uma grande frente fria vai avançar sobre o Brasil levando a chuva para as áreas que estão muito secas e quentes. A primavera começa com risco de temporais no Paraná, em São Paulo e Mato Grosso do Sul. No sábado, a chuva desta nova frente fria estará chegando a Goiânia e a Belo Horizonte, mas poderá ser forte e volumosa em áreas de São Paulo e do Rio de Janeiro. No domingo, os efeitos da frente fria devem ser sentidos em Brasília, no norte de Goiás e de Mato Grosso. As pancadas de chuva esperadas para estas áreas não devem ser volumosas e nem duradouras, mas serão as primeiras depois de mais de três meses de seca. Para o Tocantins, a expectativa é de que chova na segunda-feira, 26 de setembro. No início de outubro, uma outra frente fria deve avançar forte sobre o Brasil rompendo de vez com a forte massa seca que normalmente se instala sobre o país no inverno.