Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Grande Prêmio do Bahrein

29/03/2010 às 13:23
por Redação

A prova de abertura da temporada 2010 da Fórmula 1 teve muitas novidades, mas apesar disso, o resultado não teve muitas surpresas
A prova que abriu a temporada deste ano na Fórmula 1 contou com novas regras, novas equipes, e novos e velhos pilotos. A volta de Schumacher deu o que falar, a proibição do reabastecimento durante a prova não agradou e muitos pilotos reclamaram de tédio no circuito Sakhir. Durante os treinos pilotos e equipes mostravam as novidades dentro e fora das pistas, e tudo indicava que o Grande Prêmio do Bahrein teria resultado impressionantes. Nico Rosberg, da Mercedes terminou em primeiro lugar no treino de sexta e manteve a fama de Rei das Sextas, seguido de Lewis Hamilton e Michael Schumacher Bruno Senna, um dos estreantes na categoria foi o mais lento, mas conseguiu terminar a traçado e comemorou “Foi certamente um alívio fazer história nesta manhã. O carro correu como o planejado e todos ficaram felizes e orgulhosos” afirmou. Enquanto Massa ficou co o melhor lugar entre os brasileiros, em sétimo. No sábado, durante o treino classificatório, foi a vez de Sebastian Vettel ficar no centro das atenções, conseguindo ficar em primeiro lugar no grid de largada. No retorno a categoria, Schumacher classificou-se na sétima posição pela Mercedes e Jenson Button da McLaren, atual campeão mundial, ficou logo atrás, em oitavo. Massa voltou às pistas em segundo lugar, seguido do companheiro de equipe, Fernando Alonso e de Hamilton, em quarto e Nico Rosberg que ficou em primeiro na sexta, conquistou a quinta posição no grid. Mas, quem esperava uma novidade no GP, se decepcionou. A corrida liderada por Vettel teve Alonso na melhor posição do pódio e Massa em segundo, para completara dobradinha da Ferrari. Hamilton completou o pódio no terceiro lugar, seguido por Vettel. Schumacher depois de três anos de aposentadoria ficou em sexto, uma posição atrás de Rosberg. Button começou a temporada com o pé esquerdo e conseguiu apenas o sétimo lugar na sua estréia pela McLaren. E a Lotus se mostrou a melhor equipe entre as estreantes. Os brasileiros Lucas Di Grassi e Bruno Senna não conseguiram terminar e abandonaram a prova enquanto Rubens Barrichello terminou na décima colocação.