Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Grande SP deve completar 1 mês sem chuva significativa

08/08/2012 às 18:40
por Josélia Pegorim

ong>São Paulo mais seca e poluída A cidade de São Paulo ficou mais seca e mais poluída nesta quarta-feira. Segundo o boletim da Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo, dos 14 pontos de controle de medição de poluentes espalhados pela cidade, apenas 3 fecharam o dia com boa qualidade do ar: Cerqueira César, Congonhas e Itaquera. Os demais locais fecharam o dia com qualidade do ar regular. Na terça-feira, a qualidade do ar média foi considerada boa em praticamente toda a área da capital paulista. Dentre os municípios da Grande SP, a qualidade do ar foi considerada boa nesta quarta-feira apenas em São Bernardo do Campo, em Taboão da Serra e na região do Paço Municipal de Santo André, região central da cidade. Em quase todos os locais de medição da Cetesb, a piora da qualidade do ar foi devido ao aumento da concentração do ozônio. Este poluente se forma a partir de uma reação fotoquímica que ocorre em dias ensolarados, como foi esta quarta-feira. Tempo ruim para dispersar a poluição Segundo a Cetesb, as condições meteorológicas para esta quinta-feira vão continuar desfavoráveis para a dispersão dos poluentes. A previsão é de que o tempo continue seco na Grande SP. Sem chuva, com o ar parado e sem nuvens para barrar os raios solares, a concentração tende a aumentar um pouco mais. O ozônio deve ser novamente o maior vilão do dia, Um mês sem chuva A última chuva que realmente molhou a Grande SP ocorreu entre os dias 17 e 18 julho. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou 22 milímetros de chuva na região do Mirante de Santana, na zona norte da capital paulista. A garoada que ocorreu no domingo e alguns poucos dias, durante a passagem de frente frias, não foram suficientes para limpar a atmosfera. A Grande São Paulo poderá completar um mês sem chuva significativa. Uma forte massa de ar seco predomina sobre o Brasil e vai manter as frentes frias longe do Estado de São Paulo por mais alguns dias. As simulações atmosféricas feitas por supercomputadores só mostram alguma chuva no fim do túnel no dia 18 de agosto