Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Mais calor e temporais em São Paulo

12/01/2015 às 20:12
por Josélia Pegorim

ong>Em tarde mais quente do ano, dia vira noite em São Paulo e temporal deixa mais de 30 pontos de alagamento.   Recorde de calor pelo terceiro dia consecutivo O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registrou recorde de calor pelo terceiro dia consecutivo. A temperatura máxima no Mirante de Santana, na zona norte, foi de 35,4°C. Esta foi a maior temperatura desde o final de outubro do ano passado. A última vez que esquentou tanto assim na capital foi em 19/10/2014, quando os termômetros registraram 35,8°C. O forte calor foi um dos principais responsáveis pela formação das nuvens carregadas que provocaram os temporais da segunda-feira. A temperatura da tarde desta segunda-feira superou os 34,7°C registrados no domingo, 11 e os 34,1°C da tarde do sábado, 10 de janeiro.   Semana quente O calor intenso  vai testar a paciência do paulistano por mais alguns dias e ainda pode bater outro recorde esta semana. A maior possibilidade de novo recorde de calor será na tarde de quarta-feira, dia 14, com o termômetro alcançando de novo a marda dos 35°C Há previsão de algumas pancadas de chuva, mas que quando ocorrerem não serão generalizadas sobre a capital e ou sobre a Grande São Paulo. Há risco de novos temporais. A chuva até alivia o calor momentaneamente, mas só o ar polar consegue baixar a temperatura e mantê-la em patamares normais. Até o fim da semana, não há expectativa de entrada de ar polar sobre São Paulo.   Bloqueio das frentes frias O ar polar das frentes frias está sendo bloqueado no centro-sul da Argentina e não tem conseguido chegar nem ao interior da Região Sul do Brasil. Este bloqueio está associado com a forte atuação do alta pressão subtropical do Atlântico Sul (ASAS) que se intensificou sobre o país na semana passada. Na quinta-feira, uma frente fria deve passar muito fraca na divisa de São Paulo com o Paraná, onde o calor também é intenso. Mas só há expectativa de que uma frente fria consiga avançar pelo litoral paulista após o dia 19 de janeiro.     Temporal em São Paulo Na tarde mais quente de 2015, até agora, São Paulo voltou a ter transtornos causados por temporais nesta segunda-feira, 12 de janeiro. Desta vez, a zona sul da cidade foi a que mais sofreu com a chuvarada. Os córregos Ipiranga e Morro do S transbordaram.   O dia virou noite Temporal desta segunda-feira voltou a deixar várias regiões da capital paulista sem energia. Foi o que aconteceu em parte do bairro da Vila Mariana, na zona centro-sul da cidade de São Paulo, onde está a Climatempo. A queda da energia forçou o uso novamente do gerador para que alguns setores continuassem a funcionar para a atender a demanda dos clientes. Mas o dia literalmente virou noite na Vila Mariana. O vídeo feito pelo meteorologista César Sores registrou a chuva forte. Repare que as luzes da rua se ascendem por causa densa nebulosidade e da chuva forte que cobriu a região.     A rede de monitoramento de descargas elétricas Earth Network detectou 3832 raios somente sobre a cidade de São Paulo entre 15h e 17h55. As imagens de satélite e do acumulado de descargas elétricas comprovam a concentração de descargas sobre a zona sul da capital paulista, indicando que as nuvens mais carregadas ficam mais tempo sobre esta parte da cidade do que sobre outras regiões.       Houve queda de granizo na zona sul. No aeroporto de Congonhas, pela segunda vez em menos de uma semana, a chuva voltou a cair forte, com granizo e rajadas de vento de 85 km/h, às 17 horas. No dia 8 de janeiro, as rajadas desta mesma velocidade arrancaram parte da cobertura de um hangar. O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) e a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registraram 35 pontos de alagamento até 19h30 horas, mas apenas 4 ainda eram intransitáveis.   Volumes de chuva Os maiores volumes de chuva sobre São Paulo em 12 de janeiro variaram de 45 mm a quase 60 mm. Praticamente toda a chuva caiu entre 15 horas e 17 horas. Segundo o SAISP – Sistema de Alerta e Inundações do Estado de São Paulo, até 19h50 choveu 59,4 mm sobre o rio Tamanduateí, na região do viaduto Pacheco Chaves, 45,2 mm sobre o córrego Ipiranga (transbordou) na altura da rua Coronel Diogo e 45,8 mm sobre o córrego Morro do S (transbordou), no Capão Redondo. Confira no mapa os volumes registrados pelo CEG entre 10 horas e 19 horas.         Radares SP e RJ estão no app Climatempo. Baixe agora!  Tem sol na sua praia? Participe do 38º Desafio #Fotografeotempo! Desidratação é um dos perigos do verão   Ache a sua onda e a sua tribo no Climasurf Raios UV e o seu tipo de pele