Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Mudanças na Fórmula 1

29/03/2010 às 12:54
por Redação

Temporada 2010 começa cheia de novidades dentro e fora das pistas
A nova temporada da Fórmula 1 começou com inúmeras mudanças tanto nas máquinas quanto nas equipes e na competição. Para começar o grid de largada foi ampliado de 10 equipe com 2 carros cada para 12 equipes, totalizando 24 pilotos na pista, com isso a Virgin Racing, Lotus F1 e Hispania Racing F1 ganharam as vagas e entraram para a maior prova do automobilismo mundial. Além disso, o campeonato incluiu mais duas etapas de 17 para 19 corridas e o que deu a oportunidade do GP do Canadá voltar para a temporada e a Coreia do Sul entrar para as sedes da competição. O sistema de pontuação também mudou. Os dez primeiros colocados continuam recebendo pontos mais o primeiro lugar receberá 25 em vez de 10 (25, 18, 15, 12, 10, 8, 6, 4, 2, 1). Em relação aos carros, o abastecimento fica proibido, os carros devem sair da largada com os tanques cheios para isso, o tamanho dos tanques passou de 80 para 250 litros, isso porque os organizadores querem além de economizar combustível, passar uma imagem ecologicamente correta. Os Kers (sistema de recuperação de energia cinética) também foram proibidos, eles impulsionavam mais dando mais potências aos carros, ao apertarem o botão.  O número de pneus para piso seco foi reduzido para 11 e os protetores de calotas não serão usados este ano e os pneus dianteiros ficaram mais estreitos, para equilibrar a aderência entre os eixos. O tempo de parada no pit stop passa de sete segundos para dois. Não serão feitos mais testes durante a temporada, somente em caso de pilotos substitutos que não competiram pela categoria nos últimos dois anos. A classificação e a fiscalização sofreram algumas alterações. Devido ao número de carros na pista, os sete mais lentos serão eliminados depois do primeiro treino e outros sete, no segundo. E em vez de três fiscais serão quatro em cada corrida, sendo que a equipe de fiscais será composta por veteranos da categoria. Nas equipes, a volta de Schumacher é uma das novidades para 2010, depois de três anos de aposentadoria, o heptacampeão mundial retorna pela Mercedes, antiga Brawn GP, ao lado de Nico Rosberg. A Ferrari exibe um duelo de favoritos, com Felipe Massa e Fernando Alonso no lugar de Kimi Raikkonen. A McLaren conta com dois campeões ingleses Lewis Hamilton e Jenson Button. A RBR foi uma das únicas equipes que continuaram com seus pilotos, Sebastian Vettel e Mark Webber. Quatro pilotos brasileiros correm nesta temporada além de Massa e Rubinho, que agora está na Williams, Lucas di Grassi, ex-piloto de teste da Renault, que foi para a Manor e Bruno Senna, sobrinho do tricampeão estréiam. Lucas disputa ao lado de Timo Glock com um carro inteiramente desenvolvido no computador. Bruno foi contratado pela Campos, mas migrou para a Hispania e foi confirmado aos 45 minutos do segundo tempo. Além de Bruno que tem 26 anos e Lucas com 25, tem a estréias de Nico Hulkenberg de 22 anos, Vitaly Petrov de 25, Karun Chandhok de 26, o que deixa a temporada mais jovem junto com Jaime Alguersuari com 19 anos e o japonês Kamui Kobayashi com 23, que estrearam durante a temporada passada. As mudanças na temporada 2010 prometem deixar o campeonato mais competitivo e empolgante.