Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Nevoeiro voltou a se formar na Grande SP

28/06/2012 às 10:54
por Josélia Pegorim

O ne
voeiro voltou a se forma ao amanhecer desta quinta-feira em algumas áreas da Grande São Paulo. Mas não foi tão intenso e generalizado como na segunda-feira passada. Pouco depois das 9 horas, o fenômeno começou a se dissipar permitindo rápido aumento da visibilidade nos aeroportos. Na região do aeroporto internacional de Guarulhos, a visibilidade horizontal nas pistas às 10 horas era de 15oo metros. A região ainda estava nublada com uma forte névoa. Às 9h40, a visibilidade era de 900 metros. No pior momento, às 6 horas da manhã, o alcance visual nas pistas de Guarulhos ficou reduzido a 250 metros. Às 5 horas da madrugada e também entre 7 e 8 horas, a visibilidade era de 300 metros. No Campo de Marte, na zona norte da capital, a visibilidade entre 7 e 8 horas baixou para 900 metros. Às 9 horas, a visibilidade aumentou para 1500 metros e às 10 horas já era de 3000 metros, com o predomínio de sol na região. O aeroporto de Congonhas não teve nevoeiro nesta quinta-feira, mas a névoa foi forte na madrugada. Entre meia-noite e 5 horas da madrugada, a visibilidade variou de 2200 a 3000 metros. Às 10 horas, a visibilidade era de 5000 metros.  Baixa temperatura A baixa temperatura da madrugada desta quinta-feira foi o principal fator para a formação do nevoeiro. O frio forçou a condensação do ar úmido próximo do solo, gerando então o fenômeno. No Campo de Marte, na zona norte da cidade, a temperatura chegou aos 11ºC. O Mirante de Santana, também na zona norte, registrou 12,5ºC, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia. No aeroporto de Congonhas, a temperatura mínima ficou em torno dos 14ºC e o aeroporto de Guarulhos teve mínima de 11ºC. Nevoeiro nos próximos dias As condições meteorológicas nos próximos dias estarão favoráveis a formação do nevoeiro na Grande SP e áreas de serra e vales do Estado de São Paulo. Uma das regiões que poderá ter problemas de má visibilidade nas estradas, além dos aeroportos, é o vale do Paraíba, onde estão as rodovias Presidente Dutra e Carvalho Pinto. Outra região muito sujeita a nevoeiro é o vale do Ribeira, por onde passa a rodovia Regis Bitencourt.