Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

O horário de verão interfere na previsão do tempo?

20/10/2012 às 10:08
por Josélia Pegorim

Muit
a gente imagina que o horário de verão é uma mudança determinada pelos meteorologistas e que afeta a previsão do tempo. Mas isto não é verdade. O horário de verão é uma determinação do governo federal, e desde 2008, uma lei federal instituiu que a mudança aconteça sempre à zero hora no terceiro domingo de outubro e termine à zero hora do terceiro domingo de fevereiro do ano seguinte. Assim, a partir do início da madrugada deste domingo, 21 de outubro de 2012, vamos adiantar os relógios em 1 hora nos estados das Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Os relógios são adiantados em uma hora, mas a hora do sol não mudou. Para as mudanças do tempo meteorológico, o que conta é a hora solar. Os movimentos das massas de ar, das frentes frias, não são alterados com entrada do horário de verão, mas os meteorologistas são obrigados a pensar de modo um pouco diferente. O horário de verão traz um certo incômodo para estimar, por exemplo, a temperatura máxima do dia. O meteorologista precisa sempre lembrar que o relógio do pulso está uma hora a frente do sol. O aquecimento do ar que o meteorologista observa ao meio-dia corresponde ao sol das 11 horas da manhã. A insolação diária (numero de horas de sol num dia) e a nebulosidade são os principais fatores que influenciam a variação da temperatura ao longo do dia. Imagine uma manhã com sol forte na cidade do Rio de Janeiro, na próxima segunda-feira, 22 de outubro. O termômetro de um lugar marca 28ºC, às 9 horas da manhã. No horário de verão, isto significa que esta temperatura está ocorrendo com o aquecimento solar das 8 horas. Se houver expectativa de que o sol aparece forte também na maior parte da tarde, o meteorologista precisa contar com um aquecimento do ar até mais ou menos 16 horas (15h sem o horário de verão), quando então a temperatura estabilizaria e depois começaria a baixar, com o declínio do sol. No começo do horário de verão, fazer estes “ajustes” de aquecimento na cabeça é incômodo, mas depois se acostuma. E quando a cabeça já se acostumou ao horário de verão, ele termina. A previsão da chuva, da chegada de frente fria, da mudança da direção do vento, da variação da pressão do ar não sofre interferência do horário de verão.