Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Onda de tornados nos Estados Unidos

16/06/2014 às 22:02
por Josélia Pegorim

Áre
as de tempestades severas se formaram na região centro-norte dos Estados Unidos desencadeando uma série de tornados na tarde desta segunda-feira. A imagem do radar meteorológico operado pelo NWS (Serviço Nacional de Meteorologia dos Estados Unidos), em Des Moines, no estado de Iowa, mostra uma das áreas de tempestade. Repare no retângulo vermelho que indica uma área sujeita a tornado. Esta imagem corresponde ao horário de 20h36, em Brasília, ou 18h36 em Des Moines.       Caçadores de tornados fotografaram este fenômeno em Pilger, no estado de Nebraska, e divulgaram a imagem pelo twitter (@reedtimmerTVN )        Tornados Tornados são fenômenos atmosféricos extremamente destrutivos. São caracterizados por um formato de funil (ou  como se fosse uma casquinha de sorvete) se desprendendo da base de uma nuvem chamada de supercélula. Nos Estados Unidos, as condições relevo e o fluxo de massas de ar que se encontram na parte central do país são propícias para a formação destas supercélulas. Estas supercélulas são áreas de instabilidade intensas, onde a pressão do ar é muito baixa, e se formam no choque entre massas de ar frias que chegam do norte dos Estados Unidos com as massas úmidas e quentes que avançam do golfo do México para o interior do país. A intensa diferença de pressão de atmosférica, em poucos quilômetros de distância, força o giro da massa de ar, causando a ventania típica. A previsão de tornados é muito mais difícil do que a de furacões. Tornados duram minutos e furacões atuam por dias.  Tornados se formam em terra. Furacões, tufões e ciclones tropicais são fenômenos completamente diferentes de tornados e se formam em águas quentes oceânicas. A destruição causada por tornados é muito mais concentrada do que a de furacões ou tufões, porém pode se mais arrasadora. Ventos de tornados são medidos na escala Fujita (doutor Ted Fujita, Universidade de Chigago, EUA). Esta escala vai de F0 até F5. Um tornado F5 provoca ventos de 420 a 511 km/h. Um F0 tem ventos abaixo de 117 km/h. Chama-se tornado ao funil que toca o solo. A visão do funil é possível devido ao levantamento de massa sólida que acontece no giro dos ventos.   No dia 22 de setembro de 2013, um tornado passou sobre Taquarituba, no sul de São Paulo. Tornados no Brasil se formam especialmente em estação de transição (outono e primavera) e são mais observados na Região Sul, em São Paulo e em Mato Grosso do Sul.     Tempo no Jogo, o canal da Climatempo na Copa 2014. De olho na bola e no tempo! Participe! Clique o tempo na Copa: #temponojogo