Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Profissão:Climatologista

10/03/2013 às 11:40
por Ruibran dos Reis

ong>   No o final do século 20 os dados meteorológicos eram escassos e os climatologistas trabalhavam com estatísticas de dados, considerando o clima de um local como algo imutável. Os climatologistas também trabalhavam de forma isolada, e mal sabiam de trabalhos elaborados por outros. Os trabalhos dos climatologistas se restringiam a cálculo da média das precipitações e da temperatura de ar de determinadas localidades.   As catástrofes, secas e inundações, eram vistas como situação normal. Cabia aos climatologistas registrarem os fenômenos e com base em dados normais estabelecer probabilidades dos fenômenos voltarem a ocorrer. O centro de Meteorologia dos Estados Unidos chegou a dizer que a climatologia não passava de uma forma de colecionar dados e tabulá-los. O profissional de climatologia ficava preso em salas com estantes repletas de cadernetas de dados, sem projetos de pesquisa e, conseqüentemente não recebia verbas para melhorar o tratamento dos dados. A climatologia dificilmente poderia ser científica se a meteorologia não passava de uma arte.   No decorrer da segunda guerra mundial, a meteorologia teve um grande avanço, com a criação de teorias e equações para explicação dos fenômenos físicos na superfície e também em diferentes níveis da atmosfera. Mas, foi com o advento do computador que a meteorologia deu um grande salto na realização das previsões meteorológicas e no conhecimento dos fenômenos. Pois passou a se possível fazer simulações levanto em conta os diferentes fatores que podem influir na formação e no deslocamento dos sistemas.   Atualmente a climatologia trabalha ainda com uma grande quantidade de dados, são milhões de informações que chegam diariamente nos centros de previsões. Modelos físicos-matemáticos são utilizados para trabalhar com estes dados e é possível se fazer previsões de tempo, com alto índice de acerto para 120 horas, assim como previsão climática para três meses.   No Brasil, o supercomputador, que faz 258 trilhões de operações por segundo, o mais rápido do país, é utilizado somente pela meteorologia. O supercomputador se encontra no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE, Cachoeira Paulista – SP, e o Minas tempo tem acesso aos resultados gerados pelos modelos de previsões.   Eu trabalho com meteorologia  a 32 anos, conheço bem as características geográficas de Minas Gerais e também os principais fenômenos meteorológicos que atuam no estado. Utilizo os meus conhecimentos, experiência e resultados de simulações para fazer a previsão do tempo no dia-a-dia. Mas reconheço que não sou simplesmente um meteorologista, que procura descobrir e equacionar os fenômenos, a minha preocupação final sempre foi a de levar informações que podem ser úteis em diferentes áreas da sociedade. Portanto, eu com muito orgulho me considero CLIMATOLOGISTA.