Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

São Paulo: tarde de hoje foi uma das mais secas de 2011

29/07/2011 às 16:25
por Josélia Pegorim

A ta
rde desta sexta-feira, 29 de julho, está sendo uma das mais secas de 2011, até agora. Às 15 horas, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou 33% de umidade relativa no Mirante de Santana, na zona norte da capital. O menor nível de umidade relativa do ar registrado este ano no Mirante foi de 31%, no dia 16 de julho. Várias áreas da capital e da Grande São Paulo entraram no "estado de atenção" para o ar seco, conforme os padrões da OMS - Organização Mundial da Saúde - com níveis de umidade do ar entre 21% e 30%. Na região do aeroporto de Congonhas, na zona sul, a umidade relativa do ar baixou para 28% às 14 e 15 horas. No Campo de Marte, na zona norte, o nível de umidade era de 30% nestes horários. Uma frente fria chega a São Paulo neste fim de semana e muda o tempo em todo o Estado. Os níveis de umidade do ar tendem a aumentar na Grande São Paulo já neste sábado. Com a chegada da nova frente fria, ventos marítimos voltam soprar sobre a região antes do fim da tarde e trazem umidade do mar. Há uma possibilidade de chuva no fim da tarde e à noite, porém de pouca intensidade. Durante o domingo, os ventos marítimos persistem e a umidade aumenta ainda mais. Muitas nuvens vão se formar sobre o Estado de São Paulo e há previsão de pancadas de chuva com raios à tarde e à noite em praticamente todas as regiões paulistas. Só não deve chover no norte do Estado. Pode chover com moderada intensidade na Grande São Paulo na tarde e noite do domingo. Julho termina com chuva muito abaixo da média na capital paulista Na cidade de São Paulo, a média de chuva para julho é de aproximadamente 43 milímetros. Mas de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, até o dia 29 de julho, a estação meteorológica do Mirante de Santana, na zona norte da cidade, acumulou apenas meio milímetro de chuva. Mesmo com a expectativa de um pouco de chuva no fim de semana, ou seja, nos dois últimos dias de julho, o mês deve terminar com um total de chuva muito abaixo do normal. A previsão é de chova ente 10 e 20 milímetros, mas especialmente no domingo. Forte queda de temperatura nos primeiros dias de agosto A nova frente fria que chega a São Paulo neste fim de semana causa uma queda da temperatura, mas de forma geral, a sensação de paulistanos e de paulistas ainda será de um ar abafado. Na capital, a temperatura na tarde desta sexta-feira chegou a quase 28ºC. Para o sábado, a máxima prevista é de até 26ºC. Para o domingo, a máxima esperada é de 23ºC. As temperaturas na madrugada e ao amanhecer devem variar entre 13ºC e 15ºC  no fim de semana. O paulistano sentiu bastante frio nos 9 primeiros dias de julho, com temperaturas em geral abaixo dos 10ºC ao amanhecer e menores do que 20ºC à tarde, mesmo com a presença do sol. Mas a partir do dia 10 de julho, o ar polar intenso não conseguiu mais chegar ao Estado, o que facilitou uma grande elevação da temperatura também na capital. Julho deve terminar com temperaturas quase 1,5ºC acima do normal. Mas o inverno ainda não acabou, os ventos estão mudando de novo e o frio polar vai chegar de novo a São Paulo nos primeiros dias de agosto. A previsão é de que uma forte massa de ar polar comece a baixar a temperatura na tarde de terça-feira, 3 de agosto, mas a partir do dia 4, o frio aumenta e os termômetros voltam a baixar da marca dos 10ºC também na capital paulista. A primeira semana de agosto será marcada por muita umidade e frio na Grande São Paulo.