Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

São Paulo: terceiro janeiro mais chuvoso em 67 anos

27/01/2010 às 11:43
por Josélia Pegorim

ong>Janeiro de 2010 é o terceiro mais chuvoso em São Paulo em 67 anos. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, o total de chuva acumulado no Mirante de Santana era de 426,8 milímetros, até 10 horas de 27 de janeiro. Este valor já o maior para um mês de janeiro, desde 1987 quando o Mirante acumulou 442,3 milímetros.

Ranking dos janeiros mais chuvosos em São Paulo

Às 10 horas da manhã do dia 26, janeiro de 2010 era o oitavo mais chuvoso em São Paulo. Às 17 horas já era o quarto janeiro mais chuvoso da cidade, desde 1943. Antes da meia-noite passou a ser o terceiro janeiro mais chuvoso. (Fonte: Inmet - Mirante de Santana - período de 1943  até agora) 1º - janeiro de 1947 – 481,4 mm 2º - janeiro de 1987 – 442,3 mm - janeiro de 2010 – 426,8 mm (incompletos) - janeiro de 1950 – 421,8 mm 5º - janeiro de 1965 – 410,6 mm 6º - janeiro de 1951 – 379,4 mm 7º - janeiro de 1995 – 379,0 mm A zona norte da cidade de São Paulo foi a mais castigada pela chuva na tarde do dia 26 de janeiro. No Mirante de Santana, que fica na zona norte, choveu quase 43,8 milímetros entre 15h e 16 horas, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia. Foi uma quantidade de chuva extremamente elevada para o período de 1 hora e mostra a violência com que a chuva caiu nesta região da cidade. Por conta do temporal da tarde de terça-feira, janeiro de 2010 é agora o terceiro mais chuvoso da história de medições do Mirante de Santana, iniciada em 1943. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, o total acumulado no mês, até 10 horas do dia 27, quarta-feira, estava em 426,8 milímetros, superando a marca de janeiro de 1950 que agora é o quarto no ranking de janeiros mais chuvosos em São Paulo. Mas com perspectiva de mais chuva até o dia 31, janeiro de 2010 poderá terminar como o segundo janeiro mais chuvoso na capital paulista. Por enquanto, este posto é ocupado por janeiro de 1987 quando o Mirante de Santana acumulou 442,3 milímetros. O mais chuvoso dos janeiros, desde 1943, foi o de 1947 com 481,4 milímetros. Terceiro ou décimo janeiro mais chuvoso, não importa mais. Os estragos causados pela chuva deste mês são vistos em todas as regiões da Grande São Paulo e também em muitas áreas do interior e até do litoral paulista. A chuva de janeiro está sendo excessiva em todo o Estado. Mas a culpa pela dimensão das tragédias deste verão, que ainda não acabou, precisa ser divida com o excesso de chuva que ocorreu durante todo o inverno e a primavera de 2009. Aí começou o problema. Os rios, represas e solos de São Paulo entraram no verão de 2009/2010 com uma quantidade de água retida comparável ao que se teria no fim da estação, depois que já choveu muito. A previsão ainda é de chuvas freqüentes e fortes no Estado de São Paulo até a sexta-feira. A partir do sábado, uma massa de ar seco deve ganhar força sobre o Estado, reduzindo os níveis de umidade e as condições para temporais. Ainda vão ocorrer pancadas de chuva no próximo fim de semana em todas as regiões paulista, mas não na forma generalizada e intensa dos últimos dias. Na primeira semana de fevereiro, o ar deve secar ainda mais e os paulistas finalmente terão uma trégua da chuvarada.

Nível de armazenamento e chuva acumulada nas represas que abastecem a Região Metropolitana de São Paulo no início da manhã de 27 de janeiro de 2010. Fonte: SABESP

volume armazenado 99,4 %
pluviometria do dia 30,4 mm
pluviometria acumulada no mês 405,1 mm
média histórica do mês 255,9 mm
volume armazenado 87,5 %
pluviometria do dia 20,8 mm
pluviometria acumulada no mês 361,8 mm
média histórica do mês 245,1 mm
volume armazenado 87,5 %
pluviometria do dia 39,2 mm
pluviometria acumulada no mês 423,4 mm
média histórica do mês 225,7 mm
volume armazenado 107,7 %
pluviometria do dia 25,0 mm
pluviometria acumulada no mês 498,4 mm
média histórica do mês 223,8 mm
volume armazenado 104,5 %
pluviometria do dia 54,0 mm
pluviometria acumulada no mês 477,8 mm
média histórica do mês 235,8 mm
volume armazenado 102,2 %
pluviometria do dia 8,9 mm
pluviometria acumulada no mês 450,2 mm
média histórica do mês 292,4 mm