Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Semana de chuva em SP: frente fria veio para ficar.

18/08/2009 às 10:52
por Josélia Pegorim

Depo
is de uma semana ensolarada, com calor e céu azul, uma frente fria mudou completamente o tempo no Estado de São Paulo. As nuvens carregadas e a chuva desta frente fria começaram a se espalhar ontem sobre São Paulo e muitas áreas do Estado amanheceram a terça-feira com tempo chuvoso. Por um lado, a chuva veio em boa hora para aumentar os níveis de umidade no ar, que atingiram níveis críticos na semana passada.Com a falta de chuva e de ventos por vários dias, o ar ficou empoeirado, mais poluído, aumentando os problemas respiratórios na população. Muitos paulistas vão estranhar as condições do tempo do decorrer da semana. Afinal, agosto é mês de seca, de dias ensolarados. Em geral, a torcida é por alguma chuvinha, ainda que rápida, em um ou dois dias, só para aliviar a secura. Esta frente fria chegou a São Paulo e vai ficar perto do Estado até o fim da semana. Até a sexta-feira, uma grande quantidade de nuvens se forma por todo o Estado e a chuva será freqüente. Até a quinta-feira, várias regiões paulistas podem ter pancadas de chuva moderadas a fortes, com raios e trovoadas, incomuns para esta época do ano. Em várias áreas, a quantidade de chuva acumulada até o fim desta semana deve superar o volume médio de agosto. Historicamente, agosto é o mês que menos chove na cidade de São Paulo. A média de chuva é de aproximadamente 37 milímetros, a menor do ano. As análises feitas por computadores indicam que, até o sábado que vem, a região da cidade da capital paulista poderá acumular de 60 a 80 milímetros de chuva. Isto significa que, em apenas uma semana, poderá chover até o dobro do normal para todo o mês. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, do início do mês até as 9 horas da manhã desta terça-feira, o Mirante de Santana, na zona norte da capital, acumulava 8,6 milímetros de chuva. No ano passado, foram acumulados cerca de 78 milímetros no Mirante. Agosto de 2007 foi histórico: não choveu nada, o que nunca tinha acontecido no Mirante desde 1943, quando começaram as medições meteorológicas no local. A chuva veio na semana da volta às aulas e vai trazer alguns transtornos para o paulistano de manhã cedo, à tarde, à noite. A chuva vai exigir também mais paciência no trânsito.